Cacalo: "A repatriação de jogadores" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão tricolor17/01/2018 | 07h00Atualizada em 17/01/2018 | 07h00

Cacalo: "A repatriação de jogadores"

Não concordo com o retorno de atletas que já passaram pelo Grêmio

Cacalo: "A repatriação de jogadores" Ricardo Duarte/Agencia RBS
Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Muito se discute a validade de trazer novamente jogadores que já foram do clube. É a chamada repatriação. Particularmente, tenho muita resistência a esse tipo de atitude, porque penso que essas situações pouco acrescentam para time e atleta.

Não percebo, como regra geral, num profissional que está de volta, a devida ambição ou o desejo de vencer próprio de quem recém chega a uma agremiação. Parece-me que a motivação nunca será igual. E a mobilização terá de ser adotada de forma muito competente.

Claro que faço esta manifestação levando em consideração, como disse, a regra geral, porque sabe-se que há casos que dão certo e têm grande produtividade. Foi, mais recentemente, a situação de Edilson, que já havia passado pelo Grêmio e retornou com o mais absoluto sucesso. No entanto, repito, no todo, prefiro não fazer esse tipo de aposta.

O assunto voltou à baila porque se noticia que o Grêmio tenta repatriar Alán Ruiz. Aqui foi um jogador mediano, que fez dois gols num Gre-Nal em que o Grêmio goleou por 4 a 1, fez outras poucas boas partidas e, na realidade, não teve tantas oportunidades. Imagino que, a ser verdade a especulação, o Tricolor deve ter avaliado o atleta depois que saiu do Grêmio.

A função de Alán Ruiz

Tecnicamente, parece-me que seria reserva imediato de Luan. Também poderiam jogar juntos, com Luan fazendo a função de falso centroavante.

No entanto, mantenho que lugar de centroavante deve ser ocupado prioritariamente por alguém da função.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros