Cacalo: "O atacante uruguaio" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

"Paixão tricolor31/01/2018 | 07h00Atualizada em 31/01/2018 | 07h00

Cacalo: "O atacante uruguaio"

Deve ser uma contratação decorrente de profunda avaliação dos homens do futebol gremista

Cacalo: "O atacante uruguaio" Defensor SC/Divulgação
Carneiro jogava no Defensor Foto: Defensor SC / Divulgação
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Cercado de toda a cautela possível, como costuma acontecer numa contratação de algum vulto, o Grêmio enviou um integrante de seu departamento médico para Montevidéu, com o objetivo de fazer um exame prévio no atacante Gonzalo Carneiro, em face das notícias divulgadas de que o mesmo se ressentiria ainda de uma pubalgia. 

Quero dizer que quando me refiro a contratação de vulto, não significa que seja em relação a valores elevados, mas de um atleta que venha para ser titular, mesmo que possa ser uma aposta. Não conheço o jogador e creio que, com exceção do departamento técnico do Grêmio, poucos o conhecem. Aparentemente, não é um centroavante, mas daqueles chamados de atacante, de forma genérica. Tem boa estatura, não é dotado de compleição física avantajada, mas isso não será impedimento para que pratique um bom futebol. 

Normalmente, um jogador estrangeiro, salvo raras exceções, demanda algum tempo para se adaptar ao nosso futebol. Considerando, porém, que Gonzalo vem de um país vizinho, de costumes semelhantes aos dos gaúchos, vamos torcer para que ele se adapte rapidamente e possa mostrar o futebol que dele se espera. 

Elenco numeroso

Deve ser sua contratação, caso aprovada nos exames médicos, decorrente de uma profunda avaliação dos homens do futebol gremista. Não deixa de ser uma inteligente tentativa. No entanto, pelo que se conhece do elenco gremista, das experiências que Renato vem fazendo com Cícero improvisado no comando de ataque, as contratações tricolores não devem estacionar no uruguaio. Centroavante de ofício, só temos Jael. Nessas condições, mesmo contando com o crescimento técnico desse centroavante, será necessário a vinda de outro, também especialista na função. 

Todas essas chegadas de novos jogadores, que estamos esperando, se deve ao fato de que, sendo repetitivo e cansando a beleza dos leitores, o absurdo calendário requer a formação de um numeroso elenco. Será ótimo, se além da quantidade, seja agregada qualidade. E não devemos desprezar alguns jovens emergentes, que embora participando do time de transição que não ofereceu bons resultados, demonstraram boas condições técnicas individuais. E assim, vai se formando um elenco. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros