Cacalo: "Não tenho mais forças nos braços" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão Tricolor23/02/2018 | 07h00Atualizada em 23/02/2018 | 07h00

Cacalo: "Não tenho mais forças nos braços"

Tricolor levantou mais uma taça na quarta-feira 

Cacalo: "Não tenho mais forças nos braços" André Ávila/Agencia RBS
Foto: André Ávila / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Não estou conseguindo mais levantar tanta taça. Não tenho mais forças nos braços. São grandes e pesadas, porque ou são nacionais ou continentais. Logo, são importantes. Também porque está ficando sem graça erguer taças de campeão todos os anos. 

Em 2016, foi o penta da Copa do Brasil. Em 2017, o tri da Libertadores. Agora, no segundo mês de 2018, o bi da Recopa Sul-Americana. Ainda ouço e leio pessoas dizendo que o Grêmio está mal, que precisa melhorar, que este ou aquele jogador não serve para o clube. Enfim, há pessoas que somente veem defeitos e carregam nas críticas. 

Enquanto isso, acumulamos troféus de alto nível. Precisaríamos ter ganho do Real Madrid e ainda assim diriam que o time espanhol está em crise. O mesmo que meteu 3 a 1 no todo-poderoso PSG. Mas tenho dito reiteradas vezes, por mais estapafúrdias que sejam ou destituídas da realidade, temos que respeitar opiniões. Afinal, o Grêmio precisa melhorar porque tem pela frente o glorioso Gauchão. 

Parabéns aos profissionais

Não se incomodem, porque, na terça- feira, voltamos à nossa realidade, ou seja, jogo pela Libertadores. 

Na pessoa do presidente ganhador Romildo Bolzan Júnior cumprimento toda a sua diretoria. Através do craque Renato Portaluppi, envio sinceras felicitações a todos os integrantes da comissão técnica e aos demais profissionais. Elogiar Marcelo Grohe também está ficando repetitivo, mas preciso ressaltar o trabalho competente de seu preparador, Rogério Godoy. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros