Cacalo: "Dois jogadores que se transformaram no Grêmio" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

"Paixão tricolor27/04/2018 | 07h00Atualizada em 27/04/2018 | 07h00

Cacalo: "Dois jogadores que se transformaram no Grêmio"

Marcelo Grohe e Everton não surgiram como unanimidades, mas se tornaram fenômenos

Cacalo: "Dois jogadores que se transformaram no Grêmio" Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação/Grêmio/Divulgação
O Cebolinha está voando Foto: Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação / Grêmio/Divulgação
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Todos nós sabemos, ao longo da história tricolor, os grandes jogadores gremistas. Mas há alguns deles que não se esperava que fossem se tornar deste nível dos diferenciados, pelas condições que enfrentavam, especialmente em início de carreira. Marcelo Grohe, hoje um fenômeno nacional e que deve ser convocado para a Seleção por justiça plena, enfrentou  muitas dificuldades no Grêmio. Primeiro, foi reserva. Depois, ao assumir a titularidade, o clube contratou Dida, contra a opinião de muitos, inclusive a minha, e Marcelo voltou para a suplência. 

Repito, defendi sempre a titularidade de Marcelo. Havia contestações e desconfianças em relação a ele. Mas, por seu próprio esforço, por sua qualidade pessoal, pelo trabalho supercompetente do professor Rogerio Godoy, Marcelo tornou-se um dos melhores do país, a meu juízo, atualmente, o melhor. É um atleta consagrado dentro e fora do Grêmio. 

Outro exemplo de mudança ao longo de curto espaço de tempo chama-se o outro fenômeno da atualidade, que é Everton. Primeiramente reserva de Pedro Rocha, embora sempre que entrasse dava conta do recado. Quando Pedro Rocha foi negociado, pensei que seria a vez de Everton. Mas Renato optou por Fernandinho e teve bons resultados. Com a saída de Fernandinho, chegou a hora de Everton, e ele deslanchou, a ponto de se tornar atualmente o jogador mais destacado do Grêmio.  

Merecem o destaque

E percebam que o Grêmio tem quatro grandes jogadores cotados para a Seleção Brasileira, sendo que Everton não está entre eles. É um atleta que se fez, tal qual Marcelo, pelo seu esforço, pela sua dedicação, pela sua competência pessoal. Ambos merecem o destaque que estão tendo e, como ontem foi o dia do goleiro, envio meus parabéns ao Marcelo, aos demais goleiros do Grêmio e ao professor Rogerião, craque da preparação. Que o tempo traga mais sucesso a todos.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros