Cacalo: "Minhas lembranças do hexa em Pelotas" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

"Paixão tricolor06/04/2018 | 07h00Atualizada em 06/04/2018 | 07h00

Cacalo: "Minhas lembranças do hexa em Pelotas"

A festa começou no Bento Freitas e seguiu na estrada, abarrotada de veículos gremistas

Cacalo: "Minhas lembranças do hexa em Pelotas" Mariani/Agencia RBS
O time que saiu campeão Foto: Mariani / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Na década de 1960, havia no Campeonato Gaúcho uma ampla superioridade gremista, tanto que em 13 campeonatos, o Tricolor conquistou 12. Muitos foram inesquecíveis, porque na época havia somente a competição estadual e recém começava o Brasileiro, ainda com poucos clubes, que era chamado de torneio Roberto Gomes Pedrosa, o Robertão. E os gaúchos jogavam no Estádio Olímpico, porque o Internacional não possuía estádio em condições de sediar uma competição nacional. Veio a inaugurar o Beira-Rio somente em 1969. 

Então, até por uma questão ainda de hierarquia, o Estadual tinha muito valor. Naquele ano de 1967, o Grêmio foi decidir o Campeonato Gaúcho no Estádio Bento Freitas, na Princesa do Sul, contra o Brasil, que tinha uma grande equipe. Vou me valer tão somente da minha discutível memória, não me socorrendo de lembranças oficiais e documentadas. 

 Jogo entre Grêmio1x1  Brasil de Pelotas em 03/12/1967. Returno do campeonato Gaúcho de 1967. #Envelope: 47380#Fotógrafo: Marianifotógrafo identificado no envelope apenas como Mariani
A festa no Bento FreitasFoto: Mariani / Agencia RBS

O empate dava o título ao Grêmio. Foi uma invasão de Pelotas por parte da nação tricolor. Eu fui de ônibus, ainda jovem e disposto a viagens desse tipo. O tamanho do comboio gremista era incomensurável. A equipe pelotense treinada pelo folclórico técnico Galego, sucesso regional na época, saiu na frente do marcador com gol marcado pelo ponta direita Edi. O Bento Freitas não permitia lugar para uma abelha que fosse. A  torcida do Brasil já era grande e vibrante. As gerais estavam tomadas por gremistas, inclusive subindo nos postes de iluminação. Em determinado momento, houve o empate tricolor ,com gol marcado por Joãozinho. A festa começou ali. E a  estrada de volta de Pelotas, abarrotada de veículos gremistas, fez com que chegássemos a Porto Alegre com muita comemoração na madrugada de segunda feira. 

Memória distante

Foi a primeira festa supracitadina que assisti, com uma multidão comemorado o hexa gremista. Fiz esta digressão porque, no domingo, o Tricolor pode voltar de Pelotas campeão novamente. E, peço perdão por qualquer equívoco na descrição. É a memória distante.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros