Com segundo tempo de luxo, Grêmio goleia o Monagas por 4 a 0 na Arena - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Dever de casa05/04/2018 | 07h45

Com segundo tempo de luxo, Grêmio goleia o Monagas por 4 a 0 na Arena

Gols foram marcados por Jael, Everton, Luan e Cícero

Com segundo tempo de luxo, Grêmio goleia o Monagas por 4 a 0 na Arena Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

 O Grêmio fez o dever de casa e goleou o Monagas, da Venezuela, por 4 a 0, nesta quarta-feira. Após um início preocupante, o time buscou a vitória com gols de Jael, Everton, Luan e Cícero no segundo tempo. Assim, chegou a quatro pontos no Grupo A da Libertadores e se aproximou do Cerro Porteño, que lidera a chave com seis. O foco agora se volta para a final do Gauchão no domingo, em que até derrota por três gols garante o título sobre o Brasil-Pel.

Leia mais
FOTOS: Grêmio recebe o Monagas-VEN pela Libertadores
Cotação GZH: veja as notas dos jogadores do Grêmio na goleada sobre o Monagas-VEN
Após golear o Monagas, jogadores revelam "puxão de orelha" de Renato no intervalo

Ao não poupar titulares, Renato mostrou o quanto está empenhado em buscar o tetra da Libertadores. Mas o Monagas tinha estudado bem o Grêmio. Conforme o técnico Jhonny Ferreira adiantou em entrevista a ZH, os venezuelanos trataram de congestionar o centro do campo desde os minutos iniciais. Isso fez com que o time de Renato tivesse muitas dificuldades para criar jogadas.

A primeira conclusão do Grêmio ocorreu só aos 18 minutos. Como não conseguia entrar na área com a bola dominada, utilizou a jogada aérea: Cortez cruzou da esquerda e Jael cabeceou por cima. Outro recurso que a equipe de Renato tentou explorar era a arrancada em velocidade de Everton. Aos 22, o Cebolinha disparou pela esquerda e ingressou na área. Mas, na hora do drible, foi parado por Bracho e pediu pênalti. A arbitragem nada marcou.

Aos 26, o Monagas teve sua grande chance de gol. Foi quando Cádiz aproveitou erro de Kannemann e lançou o habilidoso Luis González, que disparou pela ponta esquerda. O camisa 10 da equipe venezuelano cruzou para o próprio Cádiz, que cabeceou no meio do gol, em boa defesa de Grohe.

Leia mais
Everton se aproxima de Barcos na lista de artilheiros da Arena
Renato sobre interesse do Flamengo: "Se perguntarem no domingo, posso ter uma resposta diferente"
Ganhar do Monagas é fazer o dever de casa

Só nos minutos finais o Grêmio voltou a ameaçar o Monagas. Aos 30, Luan cruzou para Ramiro, que finalizou por cima. No minuto seguinte, Maicon também arriscou chute que saiu ao lado do gol. A melhor chance foi aos 35, após cruzamento de Bruno Cortez que deixou Ramiro cara a cara com Baroja. A conclusão, no entanto, foi fraca, para fácil defesa do goleiro do Monagas.

— A gente está errando coisas bobas, entramos dispersos no jogo. Essa não é nossa equipe _ resumiu o capitão Maicon no intervalo.

O Grêmio voltou para o segundo tempo com Alisson no lugar de Léo Moura, o que deslocou Ramiro para a lateral direita. Da mesma forma que havia ocorrido contra o Brasil-Pel, o time ganhou volúpia ofensiva. Tanto que, aos cinco minutos, abriu o placar: Cortez avançou pela esquerda e cruzou na medida para Jael, que se atirou na bola e cabeceou no meio das pernas do goleiro Baroja: 1 a 0.

Leia mais
Duda Kroeff fala sobre Renato: "Temos a confiança de que ele fica no Grêmio"
Everton é o grande nome do Grêmio em 2018
Entrevista de Renato sobre o Flamengo deixa gremistas à beira de um ataque de nervos 

O gol animou o Grêmio, que quase ampliou aos sete. Foi quando Luan recebeu de Everton, driblou três venezuelanos e acertou a trave. Aos oito, foi a vez de Jael arriscar para defesa de Baroja. No minuto seguinte, Ramiro avançou com liberdade pela direita e cruzou para Luan, que cabeceou por cima.

A estrela de Everton, de grande atuação, também brilharia. Aos 13, o Cebolinha recebeu na entrada da área e obrigou Baroja a fazer grande defesa. Aos 15, ele não errou. Foi quando Maicon arriscou chute forte e o goleiro do Monagas deu o rebote nos pés de Everton, que tocou para o fundo do gol.

Com confiança, Jael criaria mais duas chances. Aos 16, recebeu de Arthur e concluiu perto do travessão. Aos 28, cobrou falta com um chute venenoso para boa defesa de Baroja. O terceiro gol quase veio aos 29, em cruzamento de Luan que Kannemann mandou na trave. Mas, aos 41, Luan teve oportunismo para aproveitar passe de Arthur e fazer o terceiro. Ainda teve tempo para o quarto gol: aos 44, Everton fez grande jogada e a bola sobrou para Cícero definir o placar. Com o resultado, o Grêmio mostrou força na Libertadores antes de confirmar o título do Gauchão.

 

LIBERTADORES, FASE DE GRUPOS, 2ª RODADA   4/4/2018

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson, int.), Geromel, Kannemann (A), Cortez; Arthur, Maicon;  (Cícero, 26'/2ºT), Ramiro, Luan, Everton; Jael (T. Anderson, 32'/2ºT) Técnico: Renato Portaluppi

MONAGAS-VEN: Baroja; Bracho, Lencinas, Trejo, Óscar González; Palacios; (Christian Flores, 34'/2ºT), Suárez, Agnel Flores (Reyes, 20'/2ºT), García, Luis González; Cádiz (A) (Romero, 34'/2ºT). Técnico: Jhonny Ferreira

Gols: Jael (G), aos 5 min; Everton (G), aos 15min, Luan (G), aos 41 min, Cícero (G) aos 44min do segundo tempo.

Arbitragem: Carlos Orbe, auxiliado por Luis Vera e Edwin Bravo (trio equatoriano).
Público: 21.250 (19.348 pagantes).
Renda: R$ 612.168,00.
Local: Arena do Grêmio.

PRÓXIMO JOGO - GAUCHÃO

DOMINGO, 8/4, 16H
BRASIL-PEL X GRÊMIO

Ainda não tem o app Gremista GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Grêmio na palma da sua mão! 

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros