Cacalo: "Erros grosseiros de árbitros decidem um campeonato" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão Tricolor29/05/2018 | 09h05Atualizada em 29/05/2018 | 09h05

Cacalo: "Erros grosseiros de árbitros decidem um campeonato"

Quem vai devolver os prejuízos causados aos clubes pela incompetência dos juízes de futebol

Cacalo: "Erros grosseiros de árbitros decidem um campeonato" LUCAS UEBEL/Grêmio / Divulgação
Arbitragem de Ceará x Grêmio sonegou pênalti claro sobre Everton no Castelão Foto: LUCAS UEBEL / Grêmio / Divulgação
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Evidentemente que vou me manifestar sob o ângulo gremista. Poderia fazê-lo, registrando as arbitragens de um modo geral neste Campeonato Brasileiro. 

Começo pela mais absoluta ausência de critérios entre os juízes. O que um decide, outro decide ao contrário. Isso acontece, invariavelmente, em situações análogas e em quase todos os jogos do Brasileirão. 

São muitos os exemplos e não vou cansar os leitores repetindo à exaustão determinados lances. Erros grosseiros e crassos de um árbitro decidem um campeonato da magnitude de um nacional. 

Mas, reduzindo minha opinião específica em relação aos jogos do Grêmio, que acompanho com mais detalhe, confesso que não sei o que pensar acerca dos equívocos cometidos contra o Tricolor. Não duvido da honestidade dos árbitros. Apenas coloco em dúvida a competência e as condições para conduzir uma partida de futebol de grande importância. 

Repito, não vale somente para o Grêmio, vale para todos. Inaceitável, por exemplo, que um árbitro experiente não tenha visto os três pênaltis ocorridos no clássico Gre-Nal a favor do Grêmio e vergonhosamente sonegados. 

E os auxiliares, pagos a peso de ouro, onde estavam? Em sentido contrário, no domingo, contra o Ceará, o árbitro marcou um pênalti discutível e voltou atrás sob a orientação dos tais auxiliares. Mas por que motivo os auxiliares não avisaram que houve um pênalti claríssimo sobre Everton? Por que dois pesos e duas medidas? 

A hora da CBF

Se o Grêmio não vence, estaria sendo crivado de críticas pela eventual ausência de vitória. Se houvesse sido marcado os pênaltis no Gre-Nal, talvez o Tricolor hoje fosse líder do Brasileirão. 

Quem devolve esses prejuízos irreparáveis aos clubes prejudicados pela incompetência da arbitragem ? É hora da desorganizada CBF adotar uma posição mais firme com relação aos imensuráveis equívocos de arbitragem.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros