Contra o Goiás, Grêmio dá chance a reservas para confirmar classificação - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

COPA DO BRASIL09/05/2018 | 09h44

Contra o Goiás, Grêmio dá chance a reservas para confirmar classificação

Time fez 2 a 0 fora de casa e tem larga vantagem no confronto pelas oitavas de final da competição

Contra o Goiás, Grêmio dá chance a reservas para confirmar classificação LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA/Gremio.net
Thonny Anderson deve ser titular contra o Goiás Foto: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA / Gremio.net
Luís Henrique Benfica
Luís Henrique Benfica

luis.benfica@zerohora.com.br

Utilizada no meio artístico, a expressão "folga da companhia" explica a opção de Renato Portaluppi por uma equipe formada por reservas na partida desta quarta, contra o Goiás, pela Copa do Brasil. A vitória por 2 a 0 no jogo de ida, dia 25 de abril, em Goiânia, praticamente encaminhou a vaga para as quartas de final do torneio. E permite ao treinador rodar o grupo, algo mais do que necessário neste período de três competições simultâneas _ além da Copa do Brasil, o Grêmio disputa Brasileirão e Libertadores.    

Leia mais
Estreante em clássico e escalado para a Copa: quem é o juiz do Gre-Nal 416
Renato fecha portões antes de jogo contra o Goiás, mas time reserva será confirmado
O passeio contra o Santos, a renovação de Maicon... Só boas notícias no horizonte 

Renato, a rigor, não anunciou a escalação. Mas dela deverão fazer parte jogadores como Michel, improvisado como zagueiro, Jailson, Cícero, Thonny Anderson e Maicosuel, nomes muito recorrentes quando o técnico faz alterações durante os jogos.

— A decisão de utilizar reservas é inteiramente válida. O time alternativo tem totais condições de se classificar na Copa do Brasil. Se o Grêmio usasse reservas no Brasileirão, ficaria em 8º, 9º ou 10º lugar. Está no mesmo nível da maioria dos times que disputassem essa competição — afirma o ex-presidente Luiz Carlos Silveira Martins, o Cacalo, colunista do Diário Gaúcho.

Ele diz que, dos jogadores que Renato deverá escalar, Thonny Anderson é quem mais desperta sua curiosidade. 

O conselheiro Dênis Abrahão não acredita em escalação completamente reserva. Entende que Renato só recorreria a esse experiente se o próprio Goiás, mais interessado na Série B, também preservasse seus titulares. Ex-vice de futebol, Abrahão aposta que Ramiro estará em campo. Também não descarta que Renato utilize um dos zagueiros titulares.

— A Copa do Brasil está bem encaminhada. Não creio que nosso técnico arrisque a avançar de fase usando só reservas, mesmo com o desinteresse do Goiás pela partida — avalia. 

Uma possível utilização de Ramiro não está de todo descartada já que, por força de suspensão pelo terceiro cartão amarelo, o jogador não poderá disputar o Gre-Nal de sábado, pelo Brasileirão.

PARA MOSTRAR SERVIÇO AO CHEFE

Michel — Em 2017, teve um belo início de temporada e formou ótima dupla com Arthur. Ao passar por artroscopia no joelho esquerdo, no final de setembro, viu seu espaço no time ser ocupado por Jailson, que terminou o ano como titular. Por tudo isso, Michel largou em desvantagem em 2018. E ficou ainda mais na parte de trás da fila com a volta em grande estilo de Maicon. Renato, então, passou a utilizá-lo como zagueiro. Hoje, por força da lesão de Paulo Miranda, atuará ao lado de Bressan.  

Jailson — Um dilema criou-se na cabeça de Renato Portaluppi quando Arthur, enfim recuperado da lesão no tornozelo, ficou em condições de voltar ao time, ao lado de Maicon. Como retirar da equipe o volante Jailson, certamente em sua melhor fase desde o surgimento, em 2016? Não houve jeito e o garoto de Caçapava do Sul, desde então, perdeu espaço. Não joga desde 17 de abril, no empate sem gols contra o Cerro Porteño-PAR, em Assunção, pela Libertadores.

Cícero — Volante com veia goleadora, o veterano Cícero chegou a ser utilizado como falso nove no começo da temporada, quando André ainda não havia sido contratado e Jael era o único centroavante disponível no grupo. Foi uma das poucas decisões erradas de Renato. Cícero, então, foi usado algumas vezes como armador, na ausência de Luan. Mas é como volante que ele diz sentir-se mais à vontade. Nessa posição, marcou um dos gols do recente 5 a 0 contra o Cerro Porteño-PAR.

Thonny Anderson — A decisão do Cruzeiro de envolvê-lo na troca pelo lateral-direito Edilson provocou estranheza em Belo Horizonte. Thonny Anderson, afinal, havia surgido como um dos jogadores mais promissores da base do clube mineiro. Nas vezes em que foi chamado por Renato, o paulista de 20 anos justificou a estranheza. É uma das primeiras opções do treinador sempre que ele pretende tornar o Grêmio mais agressivo. Na temporada, já marcou dois gols. 

Maicosuel — Ao ser anunciado como reforço do Grêmio, no início de fevereiro, Maicosuel disse projetar um recomeço em sua carreira. Antes de estrear, o ex-atacante de Botafogo, Atlético-MG e São Paulo precisou realizar um trabalho de recondicionamento físico , o que talvez ainda afete seu rendimento, até agora insatisfatório. Em sua última oportunidade, na derrota para o Botafogo, pelo Brasileirão, Maicosuel decepcionou e foi substituído por Lima já nos primeiros minutos do segundo tempo.

Ainda não tem o app Gremista GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Grêmio na palma da sua mão!  


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros