Cacalo: "Não há o mínimo de solidariedade a um clube multicampeão como o Grêmio" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 

Paixão tricolor29/09/2018 | 07h00Atualizada em 29/09/2018 | 07h00

Cacalo: "Não há o mínimo de solidariedade a um clube multicampeão como o Grêmio"

Existe uma vontade de tornar cada vez mais tendenciosa e prejudicial a participação de um clube da grandeza do Tricolor, em franca desvantagem num campeonato como o Brasileirão

Cacalo: "Não há o mínimo de solidariedade a um clube multicampeão como o Grêmio" Lauro Alves/Agencia RBS
Grêmio é obrigado a jogar com alguns reservas devido à má organização do futebol brasileiro Foto: Lauro Alves / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

As últimas notícias dão conta de que o técnico Renato Portaluppi vai colocar alguns titulares no jogo deste sábado, contra o Fluminense. Cada vez que isso ocorre, do Grêmio não poder jogar com sua equipe principal, mais aumenta a revolta dos gremistas com a organização do Campeonato Brasileiro. Já repeti a pergunta mais de uma dezena de vezes e ninguém sabe a resposta. E os que deveriam saber, não dizem nada.

Leia mais
Luan é líder em assistências para gols no Brasileirão
Reserva da melhor zaga do país, Paulo Miranda avisa: "Se houver brecha, estou na cola"
Grêmio de Renato leva grande vantagem no histórico contra o Fluminense

Mas os palpiteiros, sem nenhum fundamento, porque trabalham apenas com especulações e manifestações que normalmente não se concretizam, têm sido especialistas em opinar sem nenhuma ligação com a realidade. E assim vão chutando a bola pra frente. Quando os fatos atropelam as opiniões, desprezam tais acontecimentos, emitindo manifestações decorrente de ampla seletividade, de acordo com seus próprios interesses. Isso é visível. 

Não há o mínimo de solidariedade a um clube multicampeão e, sim, existe uma vontade de tornar cada vez mais tendenciosa e prejudicial a participação de um clube da grandeza do Tricolor, em franca desvantagem num campeonato como o Brasileirão, em que a maioria dos adversários vende muito caro uma derrota.

Punido pela grandeza

Parece que, no futebol brasileiro, grandeza se paga com punição. Mas o Grêmio vai enfrentando todos esses empecilhos, com a força da nação tricolor e, aos poucos, constrói mais páginas vitoriosas em sua história.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros