Cacalo: "Fiquei em dúvida se o que havia entrado no gol do Flamengo era a bola ou a cabeça do Cortez" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão Tricolor22/11/2018 | 07h00Atualizada em 22/11/2018 | 07h00

Cacalo: "Fiquei em dúvida se o que havia entrado no gol do Flamengo era a bola ou a cabeça do Cortez"

Segundo o comentarista de arbitragem Leonardo Gaciba, o primeiro gol dos cariocas foi irregular

Cacalo: "Fiquei em dúvida se o que havia entrado no gol do Flamengo era a bola ou a cabeça do Cortez" Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação/Grêmio/Divulgação
Cortez foi atingido por Uribe no primeiro gol flamenguista Foto: Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação / Grêmio/Divulgação
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Confesso que fiquei em dúvida no primeiro gol do Flamengo se o que havia entrado era a bola ou a cabeça do Cortez. Passados pouco minutos, o comentarista de arbitragem Leonardo Gaciba desmoralizou todos os demais. Afirmou com letras maiúsculas que havia sido um gol irregular. 

Leia mais
Grêmio perde para o Flamengo e se complica em briga pelo G-4
Jogadores do Grêmio admitem "secar" o São Paulo e ainda acreditam em vaga no G-4
Diretor de futebol do Grêmio fala em gol irregular do Flamengo: "Deu um muay thai no Cortez"

E daí? Mais um prejuízo ao Grêmio. Como tantos outros. Ainda bem que não tinha VAR, senão também não teria chamado o árbitro. Que vergonha! Até quando? Quando vai mudar tudo na CBF? Por que sempre os mesmos são beneficiados e prejudicados? Não preciso nem responder quem são eles.

Kannemann e Seleção

Não pode passar sem referência a exuberante atuação do zagueiro Kannemann em um amistoso pela seleção argentina. Realmente, é um jogador de uma turma superior. A imprensa daquele país foi unânime em tecer enormes elogios à atuação do zagueiraço. 

Finalmente, os "hermanos" fizeram justiça ao maior zagueiro sul-americano atualmente. Felizmente, ele pertence ao elenco gremista e apenas confirmou na seleção as grandes participações que vem tendo por aqui.

Por outro lado, mais uma vez a Seleção Brasileira foi uma caricatura. Mas todos se mantêm em zona de conforto até a próxima Copa do Mundo, pois é impossível que a Seleção perca para adversários como Camarões. Mesmo não jogando nada, o Brasil foi superior. É uma equipe recheada de jogadores médios, com algumas poucas exceções, tais como Neymar, Arthur e Marcelo, que não jogou.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros