Cacalo: "O clube tem o dever de começar a pensar em 2019" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão Tricolor29/11/2018 | 07h00

Cacalo: "O clube tem o dever de começar a pensar em 2019"

Reflexão acerca do que ocorreu nesta temporada já pode ter iniciado. Se não começou, está mais do que na hora de ser dada a partida

Cacalo: "O clube tem o dever de começar a pensar em 2019" Félix Zucco/Agencia RBS
Para o que se esperava, ano poderia ter sido melhor Foto: Félix Zucco / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Está terminando mais um ano. Obviamente que o Grêmio ainda participa da luta pelo G-4, para efeito de Libertadores do ano próximo. Mas acredito que o clube tem o dever de começar a pensar em 2019. A reflexão acerca do que ocorreu nesta temporada já pode ter iniciado. Se não começou, está mais do que na hora de ser dada a partida. 

Leia mais
A quinta-feira que poderá definir a novela Renato Portaluppi no Grêmio
Grêmio apresenta balanço positivo, mas prevê 2019 com política de pés no chão
Tricolor prepara volta de Luan em 2019, e jogador não enfrenta o Corinthians

E quando me refiro a reflexão sobre o ano que passou, quero incluir não somente as participações em competições, as razões de resultados obtidos, mas, por igual, a formação do elenco para 2019. Tenho consciência plena de que obtivemos duas boas conquistas — Gauchão e Recopa. Mas, para o que se esperava, poderia ter sido melhor. Detalhes, talvez de origem no próprio clube, nos levaram a deixar de conquistar outros títulos. 

Às vezes, aprende-se com derrotas. E essa lição serve de incentivo e correção para o ano seguinte. Por isso, a reflexão. As tomadas de decisões devem obedecer a situações mais lógicas, assumindo maior risco e ousadia nas competições. 

Reformulação do elenco

O elenco precisa ser reformulado. Não se trata de terra arrasada, mas de alterações pontuais e necessárias. E urge todas essas modificações, independentemente da permanência do técnico Renato. Devem ser de ordem institucional, adotadas pelo clube, por meio de seus dirigentes. 

Quem está trabalhando internamente tem plenas condições de avaliar, com mais detalhes e profundidade, aquilo que é o melhor para o clube. Mas algumas situações necessitam ser modificadas. O ciclo existe para todos. Basta termos a consciência de entendê-lo e saber avaliar corretamente.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros