Cacalo: "O que mais me impressionou foi a vontade do Grêmio de vencer" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Tricolor12/11/2018 | 07h00Atualizada em 12/11/2018 | 07h00

Cacalo: "O que mais me impressionou foi a vontade do Grêmio de vencer"

Atletas não desistiram jamais, lutaram até o fim e foram premiados com a vitória

Cacalo: "O que mais me impressionou foi a vontade do Grêmio de vencer" Carlos Macedo/Agencia RBS
Matheus Henrique (agachado, no centro) entrou no jogo e fez o gol da vitória gremista Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Seria simplesmente um dia para comemorar a entrada no G-4, com uma vitória de virada num jogo dificílimo. No entanto, especialmente na primeira etapa, percebi alguns equívocos no posicionamento dos jogadores do meio-campo. Os três volantes não exerceram a função que deveria lhes ter sido destinada. 

Leia mais
Jogadores do Grêmio comemoram virada sobre o Vasco e ingresso no G-4
"Não vai se resolver de hoje para amanhã", diz Renato sobre renovação com o Grêmio
"Minha vontade é ficar aqui", afirma Léo Moura sobre futuro no Grêmio

Nenhum deles posicionou-se prioritariamente na frente da área tricolor. Por ali, o Vasco teve alguns poucos contra-ataques e, inclusive, o gol dos cariocas ocorreu quando Geromel teve que sair para dar combate fora da área. Por outro lado, na criação, o time foi lento, com muitos passes laterais e pouca profundidade.

No segundo tempo, principalmente depois das entradas de Jean Pyerre, Matheus Henrique e Marinho, as coisas mudaram. O Grêmio amassou o Vasco, que praticamente não jogou. O nosso adversário somente fez cera e foi penalizado ao final. Os meninos entraram muito bem, e Marinho deu forte movimentação ao ataque.

Vitória merecida

A vitória foi justa, merecida, e o Tricolor, que agora joga somente uma competição, já está no G-4. Léo Moura teve uma grande atuação. Mas o que mais me impressionou foi a vontade de vencer. 

Os atletas gremistas não desistiram jamais. Lutaram até o fim. E foram premiados. Também nos aproximamos daqueles que estão a nossa frente, pois o Grêmio foi um dos poucos a vencer no grupo de frente. Seguimos na luta, buscando garantir a vaga no G-4, sem esquecer que jogamos 10 ou mais partidas com uma equipe alternativa.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros