Cacalo: Grêmio deve se mobilizar para buscar ao menos um empate no Gre-Nal - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Tricolor15/03/2019 | 07h00Atualizada em 15/03/2019 | 07h00

Cacalo: Grêmio deve se mobilizar para buscar ao menos um empate no Gre-Nal

Digo isso porque o nosso adversário é especialista em Gauchão e vem de uma excepcional vitória contra o fortíssimo Alianza Lima

Cacalo: Grêmio deve se mobilizar para buscar ao menos um empate no Gre-Nal Félix Zucco/Agencia RBS
Penso que Renato deveria povoar o meio-campo, colocando Matheus Henrique no lugar de Marinho Foto: Félix Zucco / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Domingo (17), temos Gre-Nal e sabemos da dificuldade para enfrentarmos o clube bissexto em Libertadores. Nosso adversário vem de uma excepcional vitória contra o fortíssimo Alianza Lima. De quatro em quatro anos, nosso rival reaparece. Portanto, devemos buscar a maior mobilização possível para tentar pelo menos empatar o clássico. 

Leia mais
Ingressos para o Gre-Nal: preços, como comprar e projeção de público
Michel e Marinho não treinam com bola e são dúvidas do Grêmio para o Gre-Nal 418
Colunistas opinam: o Inter se tornou o favorito para o Gre-Nal 418?

E, neste rumo, penso que Renato, nos termos que referi na coluna de quinta-feira (14), deve repensar a questão do meio-campo. A especialidade tricolor era tocar bola, mas parece que está faltando alguém. Marinho é muito bom jogador. Porém, não tem a mesma capacidade que Ramiro tinha de recompor, pois é um atacante. 

O Grêmio jogou mal diante do Libertad, e a derrota foi merecida. No entanto, daí a se fazer terra arrasada vai uma distância muito longa. Ninguém mais joga nada, dizem alguns, mas entendo a maioria das críticas candentes e destrutivas, especialmente de onde vem. No clássico, o elenco terá a necessária humildade para reconhecer que jogou muito mal, que pode melhorar muito e, mesmo enfrentando um próximo adversário duríssimo, deverá se doar ao máximo para buscar um resultado razoável. 

Matheus no lugar de Marinho

A dificuldade cresce porque domingo é Gauchão, campeonato em que eles são especialistas, tanto que possuem mais títulos, ao contrário da Libertadores, em que são inferiores. Devido a essa dificuldade, penso que Renato deveria povoar o meio-campo, colocando Matheus Henrique no lugar de Marinho. É jovem, veloz, com qualidade técnica, capacidade de marcação e sabe chegar à frente, talvez até melhor do que Ramiro chegava.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros