Cacalo: mais uma convocação da Seleção que atrapalha o Grêmio - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Tricolor02/03/2019 | 07h00Atualizada em 02/03/2019 | 07h00

Cacalo: mais uma convocação da Seleção que atrapalha o Grêmio

Tricolor vai ficar sem Everton em jogo do Gauchão

Cacalo: mais uma convocação da Seleção que atrapalha o Grêmio Lucas Uebel/Grêmio,Divulgação
Everton tem sido destaque, mas mais uma vez desfalca o Grêmio por causa da CBF e de Tite Foto: Lucas Uebel / Grêmio,Divulgação
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Não tenho nenhuma dúvida de que uma convocação para a Seleção Brasileira valoriza demais o profissional que é chamado. Em todos os sentidos, especialmente para efeitos de mercado da bola, quando o jogador quer atuar fora do país, nos grandes centros da Europa. Por igual, ao valorizar o atleta, beneficia também o clube que o tem por contrato.

Leia mais
Como chegam Grêmio, Universidad Católica, Libertad e Rosario Central para a estreia na Libertadores
Michel não tem detectada lesão ligamentar, mas ainda é dúvida para viajar à Argentina
Rômulo titular, sete gols de André e aparição de Tardelli: Grêmio faz 11 a 0 no Sindicato dos Atletas

Assim, em tese, todas as partes são beneficiadas, digamos, financeiramente. Mas futebol não é só isso – embora às vezes pareça. Um atleta somente atinge este patamar em decorrência de sua atuação em nível técnico no seu clube de origem. São fatos correlatos, o financeiro e o técnico. E muitas pessoas, especialmente alguns procuradores de atletas profissionais, parece que esquecem dessa correlação. Pressionam e tentam sugar tudo o que é possível dos clubes. Esquecem que há uma relação de interdependência entre as partes e que um atleta de alto nível, de inegável qualidade, faz falta ao clube.

Crime da CBF

Este mesmo crime contra os clubes têm cometido a gloriosa Seleção Brasileira. Everton, atacante gremista, foi novamente convocado para os dois amistosos no mês de março, sendo o único jogador, com exceção do goleiro do Palmeiras, chamado pelo técnico Tite que joga no Brasil. Isso cria uma lamentável desigualdade técnica em relação aos outros clubes brasileiros.

Ter um atleta convocado isenta o Grêmio de participar de jogos oficiais? Haverá prejuízo declarado ao Tricolor? E a tal de data-Fifa? São apenas alguns exemplos bem cristalinos da forma como é dirigido o futebol brasileiro.

Assine GaúchaZH e fique por dentro de tudo o que acontece com a dupla Gre-Nal. Acesso ilimitado ao site!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros