Cacalo: prevenção de tragédia na saída dos estádios - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Gremista16/04/2019 | 07h01Atualizada em 16/04/2019 | 07h01

Cacalo: prevenção de tragédia na saída dos estádios

Dispersão de gremistas no Beira-Rio foi em formato preocupante

Cacalo: prevenção de tragédia na saída dos estádios André Ávila/Agencia RBS
Torcida visitante precisa de uma maneira mais segura de deixar o estádio Foto: André Ávila / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Fiquei deveras impressionado com o tratamento que a torcida do Grêmio teve na saída do Estádio Beira-Rio ao final do Gre-Nal de domingo (14). E não foi a primeira vez. Os torcedores foram encaminhados para um verdadeiro brete, acotovelados, sem espaço para nenhum tipo de movimentação, a não ser aquela em bloco, rumo à porta de saída.

As fotos publicadas nas redes sociais são assustadoras. Não estou aqui para criticar o dono da casa, nem as autoridades responsáveis pela partida, até porque desconheço a quem cabe definir a forma de saída dos torcedores gremistas.

Leia mais
Grêmio x Inter: horário, como assistir e tudo sobre o Gre-Nal de volta da final do Gauchão
Tardelli ou Alisson: quem Renato deveria escolher para começar o Gre-Nal na Arena

Minha manifestação tem apenas o objetivo de tentar colaborar para prevenir que ocorra uma tragédia diante de tanta aglomeração, num espaço tão pequeno.

Se acontecer um fato extraordinário, um grito fora do comum, um corre-corre, por exemplo, haverá caos. Temos o malfadado exemplo da boate Kiss, uma tristeza gigantesca que poderia ter sido evitada. Repito que não sei a quem cabe resolver este assunto, mas alguma providência deve ser adotada antes que seja tarde. 

Reforma

Tenho certeza de que tanto a Brigada Militar quanto o Internacional, ou quem de direito, terão o máximo interesse em zelar pelas vidas de pessoas que ingressam em um estádio de futebol. O Beira-Rio foi reformado e aparentemente tem espaço suficiente e adequado para acomodar torcedores em grande contingente, como foi no Gre-Nal. É preciso um forte planejamento de logística dos responsáveis, sejam eles quem forem. Vamos todos trabalhar em nome da paz nos estádios e da segurança geral de quem assiste ao futebol. Rivalidade e flauta é em outra hora.

Ainda não tem o app Tricolor GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Grêmio na palma da sua mão!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros