Cacalo: Luan e Jean Pyerre deveriam jogar juntos contra o Bahia pela Copa do Brasil - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Tricolor17/07/2019 | 08h00Atualizada em 17/07/2019 | 08h00

Cacalo: Luan e Jean Pyerre deveriam jogar juntos contra o Bahia pela Copa do Brasil

Grêmio entra em campo às 19h15min, na Fonte Nova, em Salvador

Cacalo: Luan e Jean Pyerre deveriam jogar juntos contra o Bahia pela Copa do Brasil Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação/Grêmio/Divulgação
Luan deveria ser titular nesta quarta-feira (17) Foto: Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação / Grêmio/Divulgação
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Todos nós temos ideias a respeito de futebol. Alguns até entendem do que falam, outros, não. Somos capazes, dentro da capacidade de cada um e da experiência adquirida, de fazermos determinadas avaliações e também de sermos críticos. Não estamos, no entanto, imunes a divergências e também a críticas.

Leia mais
Confronto entre Grêmio e Bahia pela Copa do Brasil na Fonte Nova deve ter público recorde
Bahia x Grêmio: horário, como assistir e tudo sobre as quartas de final da Copa do Brasil
Pepê e Jean Pyerre são responsáveis por 75% das vitórias do Grêmio no Brasileirão

De minha parte, procuro opinar fundamentado em alguns princípios. Como destaquei, a experiência é um dos pressupostos que transmite algum conhecimento. Se fosse avaliar a melhor formação da equipe do Grêmio para o jogo desta quarta-feira (17) à noite, optaria pela equipe que esteve em campo no segundo tempo contra o Vasco, com algumas poucas alterações. O básico é que Luan e Jean Pyerre deveriam jogar juntos. Reforçaria um pouco o sistema de marcação e permitiria que os dois pudessem jogar o seu futebol.

Desta forma, poderíamos também contar com dois ponteiros de velocidade, que entrassem na área adversária. Considerando que André não vem jogando um bom futebol, mudaria o esquema adotado, preservando o centroavante para uma necessidade de segunda etapa.

Hora do sacrifício

Agora, os dois volantes precisariam exercer uma forte marcação sobre o meio-campo adversário, o que sobrecarregaria Maicon e Matheus Henrique. Mas fazer sacrifícios e ter doação profissional faz parte do jogo.

Acredito no Grêmio, na lucidez de Renato e na qualidade de nossos atletas. Tenho fé de que é possível retornarmos classificados da Bahia. É o momento de mostrar a força da nossa recuperação.

Ainda não tem o app Tricolor GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Grêmio na palma da sua mão! 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros