Cacalo: Luan silenciou o Beira-Rio com um golaço de cabeça - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão tricolor22/07/2019 | 07h00Atualizada em 22/07/2019 | 07h00

Cacalo: Luan silenciou o Beira-Rio com um golaço de cabeça

Grêmio saiu atrás, mas busco o empate contra o Inter com a categoria do camisa 7

Cacalo: Luan silenciou o Beira-Rio com um golaço de cabeça Marco Favero/Agência RBS
Luan não realizou uma grande partida, mas foi decisivo no clássico de sábado Foto: Marco Favero / Agência RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Há quatro Gre-Nais consecutivos ou, sendo mais claro, em todos os clássicos de 2019, o Grêmio não perdeu para o seu rival. Jogando com uma equipe descaracterizada e enfrentando um adversário reforçado por alguns titulares com ritmo de jogo, o Tricolor saiu atrás e buscou o empate

Leia mais
Confira 10 momentos que marcaram o Gre-Nal 421
Michel realiza trabalhos físicos no gramado, mas segue sem previsão de retorno
Após procedimento cirúrgico, Felipe Vizeu informa que "deu tudo certo"

Luan não realizou uma grande partida. No entanto, sua classe diferenciada fez com que marcasse um golaço de cabeça, em um belo cruzamento de Juninho Capixaba. Mas, na prática, foi um jogo morno. O Inter saiu ganhando e, como normalmente faz, recuou para se defender. Poderia ter marcado outro gol na primeira etapa, se não fosse o goleiro Julio César. 

No segundo tempo, depois da entrada de Everton, somente o Grêmio atacou. Mas, foi o legítimo clássico de reservas. Somando e diminuindo, os dois saíram satisfeitos, embora negassem. 

No Tricolor, preciso ressaltar a coragem e a personalidade do volante Rômulo, que embora tenha tido uma atuação mediana, foi valente no meio-campo gremista. Quando Matheus Henrique e Everton jogam, a história é diferente. O mais importante é que vamos para a Libertadores na quinta-feira com o time todo em condições de atuar. 

Paz no futebol

Finalmente, nem queria referir, mas foi tão grotesca a agressão sofrida por uma senhora gremista e seu filho pequeno. Tenho certeza de que o Inter vai adotar as providências que o caso requer, assim como as autoridades do futebol. Ir e vir é um direito constitucional e, quem não aceita, não pode participar de uma partida de futebol. Paz no futebol, é tempo de torcida mista.

Ainda não tem o app Tricolor GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Grêmio na palma da sua mão!

>

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros