Cacalo: não encontro em outros técnicos as mesmas características de Renato  - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Tricolor22/11/2019 | 07h00Atualizada em 22/11/2019 | 07h00

Cacalo: não encontro em outros técnicos as mesmas características de Renato 

Renovação de contrato do treinador para 2020 ainda não é certa

Cacalo: não encontro em outros técnicos as mesmas características de Renato  Lauro Alves/Agencia RBS
Renato está à frente do Tricolor desde 2016 Foto: Lauro Alves / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Muito tem se falado sobre a permanência de Renato Portaluppi para 2020. Questionado sobre o assunto depois da derrota para o Flamengo, ele teria endereçado um recado à direção, e algumas pessoas disseram que a mensagem era para o CEO do clube, Carlos Amodeo.

Leia mais
Tardelli tem proposta para deixar o Grêmio após o Brasileirão
E se Renato não ficar? As opções de técnicos para o Grêmio em 2020
Cinco goleiros que poderiam reforçar o Grêmio em 2020

Já escrevi sobre isso, e renovo minha manifestação, de que esse assunto não deve ser tratado publicamente. É uma questão interna. Mas, para avaliar a eventual permanência de Renato, deixo de lado um exame técnico da matéria. Afasto qualquer dúvida se Renato é bom técnico porque, na minha ótica, pelos títulos conquistados, já deu uma cabal demonstração de sua qualidade, mesmo com eventuais erros.

A sua manutenção traz consigo algumas características que não encontro em outros profissionais. Muitos são qualificados, isso é óbvio. O receio que tenho é de que, com qualquer outro treinador, por mais habilitado que seja, nós iremos ao lugar comum. Explico: qual profissional conseguiria se manter no clube em um ano de resultados médios e com o desastre contra o Flamengo? Quem, no Brasil, está há tanto tempo no mesmo clube? Qualquer outro técnico seria demitido.

Idolatria e identidade

Renato carrega a idolatria do torcedor, as conquistas recentes e a identidade com o Grêmio. Dizem, e confesso que não sei, que seria o responsável isolado por todas as decisões do futebol tricolor. Permanecendo, terá de respeitar a hierarquia da direção e debater, especialmente, as ideias sobre futebol – como ele afirma que já  faz. Nada que não seja normal.

Por tudo isso, penso que tanto Renato quanto o clube devem criar um diálogo honesto, sincero e profissional. E que sejam, de parte a parte, estabelecidas as condições de trabalho para o ano que vem. 

Ainda não tem o app Tricolor GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Grêmio na palma da sua mão! 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros