Cacalo: Renato deu um banho de estratégia em seu adversário no Gre-Nal - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão tricolor17/02/2020 | 08h00Atualizada em 17/02/2020 | 08h00

Cacalo: Renato deu um banho de estratégia em seu adversário no Gre-Nal

Primeiro clássico de 2020 terminou com vitória do melhor time

Cacalo: Renato deu um banho de estratégia em seu adversário no Gre-Nal André Ávila/Agencia RBS
Jogadores e Renato foram até onde estava a torcida tricolor para comemorar a vitória Foto: André Ávila / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Confesso, com todo o respeito, que esperava um Gre-Nal mais difícil. Refiro-me ao primeiro tempo, em que os dois estavam em igualdade de condições. Foi um banho de estratégia que o Grêmio de Renato aplicou no adversário.

Leia mais
FGF anuncia horário da final do primeiro turno do Gauchão
Caxias vence Ypiranga e enfrentará o Grêmio na final do primeiro turno do Gauchão
David Braz comemora vitória no clássico: "Gre-Nal não se joga, se ganha"

Observem que foram dois gols anulados e outros dois perdidos cara a cara com o goleiro — chances de Alisson e Diego Souza. Na segunda etapa o Inter melhorou, com dez em campo. Dizem alguns especialistas que poderia ter vencido. Esquecem esses mesmos que, antes de tudo, Thiago Neves cabeceou uma bola na trave e o goleiro colorado fez uma grande defesa em chute de Alisson.

Soma-se então as oportunidades e o gol marcado, e chegamos a sete chances. Depois de tudo isso, mexido em seus brios, jogando em casa, o Inter teve suas oportunidades, todas tímidas, com exceção de uma delas. Inegavelmente, venceu o melhor.

O Grêmio tem dois jogadores diferenciados, que são Everton e Matheus Henrique. Foram superiores em quase todas as jogadas que participaram. Mas o verdadeiro diferencial foi o centroavante. Diego Souza cumpriu seu papel com louvor e justificou sua contratação, com três gols em três jogos.

Contra o Caxias, será mais difícil

A equipe agora precisa consolidar uma escalação e uma forma de jogar. No estádio, parecia que havia somente uma torcida, tal foi a festa de um lado e o silêncio sepulcral de outro. Contra o Caxias, será mais difícil. Afinal, já perdemos na Arena e vamos ao Centenário decidir a taça. Mas seguimos acreditando.

Ainda não tem o app Tricolor GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Grêmio na palma da sua mão!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros