Cacalo: a influência do vírus no futebol - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

paixão tricolor29/04/2020 | 09h00Atualizada em 29/04/2020 | 09h00

Cacalo: a influência do vírus no futebol

Todo cuidado será pouco, pois a equidade é fundamental no esporte

Cacalo: a influência do vírus no futebol André Ávila/Agencia RBS
Discussão sobre a volta do futebol ganhar força em meio à pandemia Foto: André Ávila / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

É sabida a transformação que a pandemia proporcionou ao futebol profissional por todas a razões expostas. Todos os segmentos ainda estão tentando se adaptar a essa nova realidade. Nos últimos dias começamos a ouvir manifestações de flexibilização do isolamento e do distanciamento social, a ponto de a CBF propor o retorno das atividades futebolísticas. E conta com o forte apoio do presidente Jair Bolsonaro.

Leia mais
Cinco jogadores que fizeram sucesso no Grêmio e poderiam voltar ao clube
Miller Bolaños: como foi a operação para a contratação mais cara da história do Grêmio
Enquete: qual título de Brasileirão do Grêmio você quer reviver, 1981 ou 1996?

O Brasil é um país continente. As circunstâncias que envolvem a pandemia são completamente distintas nos vários lugares do País. Isso se estende, por óbvio, ao esporte em geral, principalmente ao futebol. Com certeza alguns estados terão maiores dificuldades em participar desta abertura em relação a outros. Amazonas, Ceará, São Paulo e Rio de Janeiro enfrentam mais problemas que a maioria dos demais. 

Os clubes desses estados estarão com prejuízo profissional. E os clubes de outros estados terão receio de  visitar aqueles que possuem maior índice da doença. Esse é um fator que deve ser levado em consideração quando houver a flexibilização e a marcação de data para o retorno às competições evitando prejuízos irreparáveis. Todo cuidado será pouco, pois a equidade é fundamental no esporte.  

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros