Gustavo Manhago: saudade de ser gremista ou colorado - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Saudade do Esporte19/06/2020 | 08h00Atualizada em 19/06/2020 | 08h00

Gustavo Manhago: saudade de ser gremista ou colorado

Sinto falta até de enfrentar a mais repetida das perguntas para todo jornalista esportivo do Rio Grande do Sul

Gustavo Manhago: saudade de ser gremista ou colorado Mateus Bruxel/Agencia RBS
Grêmio e Inter se enfrentaram pela Libertadores antes da paralisação Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Acabo de completar 45 anos. Nada de encontrar amigos e parentes. Sem celebrar com colegas ou receber cumprimentos efusivos em nossa agitada e saudosa redação integrada de GaúchaZH. O mais diferente e estranho aniversário da minha existência. E quantos de vocês estão passando pela mesma situação?

No esporte, acabamos de completar três meses sem futebol no Rio Grande do Sul. Tive a honra (e quando poderia imaginar isso) de narrar na Rádio Gaúcha a última partida disputada no Estado pelo Gauchão 2020: São José 1x4 Inter. Era um domingo, 15 de março de 2020. De lá para cá, nada de jogos. É difícil registrar o tamanho da saudade que dá em voltar a viver o dia-a-dia da bola rolando por qualquer competição que seja.

Uma saudade enorme de enfrentar a mais repetida das perguntas para todo jornalista esportivo do Rio Grande do Sul: "És gremista ou colorado?!" Saudade de dar sempre a mesma resposta, cheia de carinho: "Gremista e colorado!" Porque como é bom viver grandes jogos que Grêmio e Inter sempre nos proporcionam. Quantos mais longe chegam nas competições, melhor para todos nós. Grandes coberturas, viagens, uma bagagem incrível que só o sucesso de tricolores e colorados pode nos propiciar. E que quando empunhamos o microfone líder da Gaúcha, estamos ali atuando com a maior vontade de acertar e levar emoção ao imaginário das pessoas.

Leia mais
Governo do Estado admite que Gauchão possa ser disputado em cidades que não tenham bandeira amarela
"Temos a convicção de que é viável retornar de forma segura", diz Luciano Hocsman sobre Gauchão
O passo firme da FGF para o retorno do Gauchão

Até a cor da camisa

Que saudade de me preparar para narrar uma partida e pensar qual camisa usar. Sim, não pense que isso não acontece. Se o jogo é no Estádio Beira-Rio, nada de usar azul. Se for na Arena do Grêmio, aposente naquele dia o vermelho. É inteligente preservar a saúde e a segurança. Já tive que dar explicações até no interior gaúcho.

Vamos pensar pelo lado bom. Já se passaram 90 dias. E sobrevivemos. Não vai demorar outro tanto para voltar. Já, já teremos futebol às segundas, 20h, aos sábados, 21h, às terças e sextas, 21h30min. E assim, estaremos novamente juntos.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros