Cacalo: o Grêmio está preparado para reagir ao mau momento em que se encontra na temporada  - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão Tricolor19/09/2020 | 09h00Atualizada em 19/09/2020 | 09h00

Cacalo: o Grêmio está preparado para reagir ao mau momento em que se encontra na temporada 

Falas do presidente Romildo e do técnico Renato foram mostraram confiança na retomada

Cacalo: o Grêmio está preparado para reagir ao mau momento em que se encontra na temporada  Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação
A manifestação do presidente foi carregada de segurança, coragem e confiança interna no trabalho Foto: Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

As entrevistas do presidente Romildo Bolzan Jr. e do técnico Renato foram um correto enfrentamento da difícil situação que vive o futebol do Grêmio. Em especial, a manifestação do presidente foi carregada de segurança, coragem e confiança interna no trabalho.

Ele foi absolutamente seguro, não deixou de responder qualquer questionamento, de peito aberto, e com reconhecimento público do momento de dificuldade que o futebol está passando. Foi corajoso, na medida em que se valeu da história do clube para tentar mostrar aos gremistas que, ao longo de sua trajetória, circunstância igual a esta atual ocorreu em outras oportunidades, até piores.

Mas sempre, por uma série de razões, em especial a dignidade de seus profissionais e o integral apoio da torcida tricolor, as más fases foram ultrapassadas. E as entrevistas foram uma demonstração inequívoca de confiança naquilo que está sendo feito no clube. Romildo esbanjou confiança nos seus comandados e deixou claro que se trata de uma fase, que será superada.

Leia mais
"Se eu achar que estou atrapalhando, vou sair", diz Renato sobre continuidade no Grêmio
Romildo fala sobre chance do Grêmio na disputa por Cavani: "Passa pela vontade pessoal dele"
Grêmio demite executivo de futebol Klauss Câmara

Palavras de serenidade

Falou-se em resultados futuros e positivos, mesmo que isso possa ser garantido, mas de cabeça erguida e acreditando no trabalho. Foram palavras de confiança ao torcedor. A direção e o treinador passaram o sentimento, me parece, de estar em busca de tranquilidade e serenidade.

Não sabemos do futuro, que pode ser bom ou ruim. Mas, pelo que ouvi, estamos preparados para o devido enfrentamento. De minha parte, sou gremista em todas as horas.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros