Luciano Périco: as broncas que Renato Portaluppi precisa resolver no time do Grêmio - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Desfalques em Curitiba24/10/2020 | 07h00Atualizada em 24/10/2020 | 07h00

Luciano Périco: as broncas que Renato Portaluppi precisa resolver no time do Grêmio

Tricolor pega o Athletico-PR na Arena da Baixada para tentar voltar a vencer no Brasileirão

Luciano Périco: as broncas que Renato Portaluppi precisa resolver no time do Grêmio André Ávila/Agencia RBS
Treinador gremista terá ausências importantes para encarar o Furacão Foto: André Ávila / Agencia RBS

Sem contar com Jean Pyerre nas próximas partidas, incluindo a estreia na Copa do Brasil contra o Juventude na quinta-feira (29), Renato Portaluppi terá de encontrar uma formação de meio-campo para atenuar a dificuldade da falta do articulador. O campo tem deixado claro que Robinho não é solução. Os dirigentes gremistas buscam o uruguaio Gastón Ramírez, da Sampdoria-ITA. Ajustar as questões salariais é a maior dificuldade encontrada pelo Tricolor.

A ausência de Matheus Henrique, barrado pelo exame positivo de covid-19, diminui a qualidade de passe no meio-campo. Com a dificuldade de ter um armador de origem, não descarto a volta dos três volantes para pegar o Athletico-PR com Lucas Silva, Maicon e Darlan, que precisa estar na frente de Thaciano como opção. Porém, não dá para descartar a preservação do experiente camisa 8, pensando no enfrentamento com o Papo na Arena nos primeiros 90 minutos do mata-mata das oitavas de final da Copa do Brasil. 

Leia mais
Diego Churín desembarca nesta sexta em Porto Alegre, e Grêmio confirma tentativa por Gastón Ramírez
Atacantes experientes e algoz do Corinthians: quem é o Guaraní-PAR, adversário do Grêmio na Libertadores
Confira as datas e horários dos jogos de Grêmio e Inter nas oitavas da Libertadores

Outro problema que Renato precisa resolver é a ausência de Alisson, vitimado por uma jogada violenta do São Paulo na última semana no Morumbi. O treinador gremista testou Orejuela contra o América de Cali-COL. Não funcionou a improvisação do lateral-direito. Quando entrou no intervalo, Luiz Fernando foi um pouco melhor. Nada de extraordinário. Acabou pelo menos sofrendo uma penalidade, não convertida por Robinho. 

Uma alternativa que poderia ser tentada é a colocação de Ferreira, alternando a movimentação de lado com Pepê. Pelo menos, o Tricolor deu sorte no sorteio da Libertadores ao pegar o Guarani-PAR. Fugir de um adversário mais copeiro, sempre acaba sendo um bom negócio.



 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros