Cacalo: choramos juntos mais uma vez - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão Tricolor27/11/2020 | 09h00Atualizada em 27/11/2020 | 09h00

Cacalo: choramos juntos mais uma vez

Grêmio comemorou 15 anos da histórica Batalha dos Aflitos

Cacalo: choramos juntos mais uma vez Ricardo Duarte/Agencia RBS
Galatto defendeu pênalti polêmico, em 2005 Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Confesso que é definitivamente inesquecível a vitória do Grêmio na Batalha dos Aflitos. Não só pela forma que aconteceu, mas pelo que fez passar na alma e no coração dos gremistas. Eu que estive lá e fui campo adentro na tentativa de ajudar, da forma que fosse possível os atletas tricolores, jamais esquecerei daqueles momentos.

Honestamente, ao rever todos aqueles acontecimentos mais uma vez no dia da grande conquista, não resisti a emoção. Quando Galatto defendeu o pênalti e Anderson marcou o gol, tenho certeza de que nenhum gremista conseguiu rever tudo aquilo, sem chorar convulsivamente.

Leia mais
Por onde andam os jogadores do Grêmio que atuaram na Batalha dos Aflitos
Carta aberta de Anderson sobre a Batalha dos Aflitos: "Sou muito grato por poder contar esta história aos meus filhos"
15 anos da Batalha dos Aflitos: bastidores e memórias da vitória épica do Grêmio em Recife

Já fazem 15 anos daquele milagre tricolor. Desde quarta feira (25), estamos nós, torcedores gremistas, trocando telefonemas recheados de lágrimas, diante daquele episódio. Foi um fenômeno sobrenatural e de alcance mundial. Jamais alguém tinha visto um fato semelhante. A partir dali, ninguém jamais colocou em dúvida a imortalidade gremista.

Lembro, ainda, dentro do gramado, que enfrentamos a tudo e a todos, em defesa do eterno tricolor. Naqueles momentos nos demos conta da grandeza, da força da camisa de um clube imortalizado, que foram representados por verdadeiros heróis fardados no campo de batalha.

E cada vez mais, reforço minha ideia, que sempre que tivermos oportunidade de rever aquela  glória, seja quando e onde for, choraremos abraçados novamente com o manto sagrado tricolor.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros