Luciano Périco: o único empate que o Grêmio pode comemorar no Brasileirão - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Preocupante 16/01/2021 | 07h00Atualizada em 16/01/2021 | 07h01

Luciano Périco: o único empate que o Grêmio pode comemorar no Brasileirão

Tricolor conseguiu buscar o 1 a 1 no final contra o Palmeiras no Allianz Parque 

Luciano Périco: o único empate que o Grêmio pode comemorar no Brasileirão Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação/Grêmio/Divulgação
Diego Souza salvou o time gremista da derrota em São Paulo Foto: Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação / Grêmio/Divulgação

A primeira etapa na Arena Palmeiras teve domínio absoluto do Palmeiras. Os paulistas pareciam querer dar uma resposta para o chocolate que tomou do River Plate pela Libertadores. O 1 a 0 ficou barato para o Grêmio, que foi apático. Desligado na partida. Mais sorte do que juízo. O Verdão perder um caminhão de gols. Três bolas carimbaram a trave gremista. A equipe paulista teve todas as facilidades para a troca de passes e chegada à frente. Empilhou oportunidades.

Renato Portaluppi optou por começar com Thaciano para o lugar de Lucas Silva. Não deu resultado. Marcação foi frágil. Tem sido rotina os desempenhos abaixo do normal de Matheus Henrique. Jean Pyerre esteve sumido. Errando muito. Fora de rotação. Criação zero. Precisa confirmar o que se espera no grande jogo. Quando ele vai mal, o Grêmio sofre. Pepê foi muito marcado pelo lado esquerdo. Alisson pouco produziu. E Diego Souza ficou muito abandonado na frente.

No segundo tempo, é possível afirmar que o Tricolor melhorou um pouquinho na partida. Até porque não tinha como o desempenho piorar mais. Vanderlei continuou operando milagres, mesmo com o Palmeiras diminuindo o ritmo. O time paulista confirmou ter um grupo muito forte. Para termos uma ideia, quando o técnico Abel Ferreira fez as substituições, teve a oportunidade de colocar em campo jogadores de grande qualidade como Luiz Adriano, Gustavo Scarpa e Lucas Lima.

Leia mais
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Grêmio no empate contra o Palmeiras
"Encaixe tático" e gramado sintético: as justificativas de Victor Ferraz e Diego Souza para o empate do Grêmio
Em prévia da final da Copa do Brasil, Grêmio empata com o Palmeiras pelo Brasileirão

A entrada de Maicon melhorou muito o time de Renato, quando entrou em ação aos 34 minutos da etapa final. Estando em boas condições físicas, o máximo que conseguir, pela grande qualidade técnica, o camisa 8 tem que estar em campo. No final, valeu a máxima do futebol de “quem não faz, leva”. O empate em 1 a 1 saiu com uma baita cabeçada de Diego Souza, após cruzamento perfeito de Luiz Fernando pelo lado direito. E quase sai uma virada histórica em São Paulo no finalzinho, quando o goleador cobrou uma falta, que acabou sendo defendida pelo goleiro Weverton. Ponto suado no Brasileirão

E ficam muitas lições para o Grêmio projetando as finais da Copa do Brasil. A postura precisa gremista ser muito diferente daquela apresentada durante grande parte da partida desta sexta-feira (15). Caso contrário, o hexa ficará mais longe. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros