Guerrinha: a missão do Grêmio na final da Copa do Brasil precisa ser resolvida antes do apito inicial - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Concentração02/02/2021 | 08h00Atualizada em 02/02/2021 | 08h00

Guerrinha: a missão do Grêmio na final da Copa do Brasil precisa ser resolvida antes do apito inicial

Renato e os jogadores têm cinco jogos para encontrar a motivação e irem atrás da sexta taça

Guerrinha: a missão do Grêmio na final da Copa do Brasil precisa ser resolvida antes do apito inicial LUCAS UEBEL / Grêmio / Divulgação/Grêmio / Divulgação
Empate com o Coritiba foi uma das piores atuações gremistas, mas a situação tende a melhorar Foto: LUCAS UEBEL / Grêmio / Divulgação / Grêmio / Divulgação

Vai ser diferente. Claro que o torcedor que veste azul tem todos os motivos para estar preocupado com a futebol que o Grêmio tem apresentado, com a falta de resultados. Mas posso afirmar, quase sem chance de erro, que tudo será muito diferente na decisão da Copa do Brasil contra o Palmeiras.

Até lá, o técnico Renato Portaluppi e seus ajudantes de comissão técnica terão tempo para corrigir o que precisa ser corrigido e mexer num aspecto fundamental: a motivação do grupo.

Leia mais
Com sequência negativa, Grêmio deixa de ser a defesa menos vazada do Brasileirão
Grêmio deve propor termo aditivo para ter Renato Portaluppi na decisão da Copa do Brasil
Confira a sequência de cinco jogos do Grêmio até a final da Copa do Brasil

Fracasso

Sem vencer em 2021, quase sem chances de brigar pelo título que esteve nas suas mãos, o São Paulo quer salvar a pele com a vaga direta na Libertadores e demitiu o técnico Fernando Diniz. O Grêmio é um dos responsáveis pela má fase, pois foi quem empurrou o Tricolor paulista para fora da Copa do Brasil.

Se mais uma demissão no futebol brasileiro vai dar resultado só o tempo dirá, mas a verdade é que ex-chefe do vestiário fracassou mais uma vez.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros