Luciano Périco: Grêmio e Renato Portaluppi devem ter maturidade para decidir o futuro - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Passo seguinte23/02/2021 | 06h00Atualizada em 23/02/2021 | 06h00

Luciano Périco: Grêmio e Renato Portaluppi devem ter maturidade para decidir o futuro

Tricolor começa a decidir a Copa do Brasil no próximo domingo (28)

Luciano Périco: Grêmio e Renato Portaluppi devem ter maturidade para decidir o futuro Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação/Grêmio/Divulgação
Treinador gremista não confirmou a permanência no clube para o restante de 2021 Foto: Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação / Grêmio/Divulgação

A relação entre Grêmio e Renato Portaluppi transcende o vínculo normal entre clube e profissional. O treinador é o recordista em número de partidas comandando a equipe na beira do gramado. Como atleta, esteve presente, como grande protagonista, nos maiores títulos dos gremistas. Já é uma figura histórica, homenageado para sempre com uma estátua na esplanada da Arena.

A definição da permanência ou não de Renato precisar ser tomada logo. Afinal, não haverá tempo para grandes mudanças na virada de calendário das competições de 2020 para 2021. Mesmo tendo uma decisão de Copa do Brasil em dois jogos, não vejo problema que se defina a saída ou permanência do treinador. Não será porque ficou definido um fim de ciclo antes da decisão que haverá algum tipo de desmobilização. 

Leia mais
CBF altera horário do segundo jogo da final da Copa do Brasil
Por que o jogo contra o Bragantino pode valer muito para o Grêmio 
SuperDupla: Pepê retoma vice-liderança no ranking de estatísticas do Grêmio

Por si só, a final já é um fator mobilizador. O Tricolor já precisa olhar para frente. Pode ter uma Pré-Libertadores logo em seguida. Será necessário fazer mudanças no grupo de jogadores. Trocar peças. Buscar reforços. 

O próprio Renato, se optar por outro caminho para a sua carreira, também terá que colocar em prática o novo trabalho com agilidade. Nos dois casos, não há tempo a perder. Por tudo isso, a maturidade entre as partes deve imperar na atual conjuntura. Se a ideia é ter uma descontinuidade, nada impede que a finalíssima contra o Palmeiras seja disputada com foco total. Seria a última tarefa de um ciclo vitorioso. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros