Luciano Périco: os prós e contras para a permanência de Renato Portaluppi no Grêmio - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Incerteza26/02/2021 | 08h00Atualizada em 26/02/2021 | 08h00

Luciano Périco: os prós e contras para a permanência de Renato Portaluppi no Grêmio

Tricolor espera o desfecho da Copa do Brasil para anunciar o futuro do treinador

Luciano Périco: os prós e contras para a permanência de Renato Portaluppi no Grêmio ResourceSpace/ResourceSpace
Além do Grêmio, Atlético-MG apresentou proposta para Renato Foto: ResourceSpace / ResourceSpace

Várias informações vindas de Belo Horizonte dão conta de que o futuro de Renato Portaluppi pode ser fora de Porto Alegre. O Atlético-MG elegeu o treinador gremista como principal alvo para ser o substituto de Jorge Sampaoli. Claro que o Grêmio tem interesse de manter o seu vitorioso treinador. Mas os dirigentes gremistas já deixaram claro que há um teto salarial para efetivar a renovação.

Com grande suporte financeiro de parceiros que investem altos recursos, o Galo oferece um salário maior para Renato. Como em qualquer relação profissional, em qualquer área de atuação, os ganhos são um aspecto muito importante. 

Neste caso específico, penso que grana não será determinante no processo. O argumento principal que os mineiros vão utilizar para seduzir o técnico gremista é o projeto tendo como base o grande poder de investimento para a montagem do grupo de atletas.

Leia mais
Prefeitura de Porto Alegre reforça pedido para mudança de horário de Grêmio x Palmeiras
Os três garotos do Grêmio que buscam uma chance para "decolar" em 2021
Caxias encerra preparação para o Gauchão com empate contra o Grêmio sub-23

Indo para o Atlético-MG, Renato Portaluppi vai encarar um baita desafio na carreira. Começar um trabalho do zero depois de muito tempo. Sairia da zona de conforto de trabalhar no Grêmio, onde é o maior ídolo e as cobranças são infinitamente menores do que em outro clube. 

No Galo, ele terá uma grande pressão por resultados. Renato está no comando gremista desde setembro de 2016. O período é coroado de êxitos com as conquistas do penta da Copa do Brasil de 2016 e do tri da Libertadores de 2017. E antes do possível fechamento de ciclo, Renato ainda pode faturar o hexa da Copa do Brasil contra o Palmeiras. 

O melhor para o Tricolor seria a permanência do treinador. Mas também há o desgaste natural na Arena, criado pelo longo período de trabalho. Mesmo que opte por sair, o Grêmio sempre será a casa de Renato. E vida que segue para os dois lados.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros