Cacalo: cada jogo será uma batalha para o Grêmio - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão tricolor17/09/2021 | 09h00Atualizada em 17/09/2021 | 09h00

Cacalo: cada jogo será uma batalha para o Grêmio

Segundo turno do Tricolor, no Brasileirão, será emocionante

Cacalo: cada jogo será uma batalha para o Grêmio Mateus Bruxel / Agencia RBS/Agencia RBS
Tensão vista nos protestos de Maicon contra o árbitro do duelo com o Corinthians foi um exemplo de entrega Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

A partida do Grêmio contra o Flamengo na última quarta feira (15), pela Copa do Brasil, foi uma demonstração inequívoca de que o time gremista sabe jogar com raça e tem muita  vontade de obter um resultado positivo. A equipe foi brava, valente e consistente defensivamente.

Claro que todas estas virtudes não foram suficientes para vencer e, com certeza, não serão daqui para a frente. No entanto é um requisito essencial para que uma equipe se torne vitoriosa.

Óbvio que isso deve ser aliado à capacidade de jogar futebol, de ter organização tática e preparo físico que permita o exercício destas valências. Na última partida, fiquei com a impressão de que o time foi ao esgotamento físico e, talvez, tenha sido um ingrediente que determinou sofrermos os gols, além da metade do segundo tempo. No entanto, não atribuo à falta de preparo físico, mas ao esforço demasiado, tanto que mais de um atleta deixou o campo esgotado e com câimbras.

Leia mais
Léo Gomes diz que pensou que não conseguiria voltar a jogar e desabafa: "Foram dois anos de sofrimento"
Grêmio inicia preparação para duelo contra o Flamengo pelo Brasileirão
Kannemann passará por reavaliação e pode desfalcar o Grêmio contra o Flamengo

Foi uma boa amostragem, dentro do contexto que estamos vivendo. Porém, alguns fatos me chamaram a atenção. Mateus Sarará teve uma excelente atuação e tem tudo para se firmar como titular. Joga muito futebol, tem personalidade e, se mantido for, terá um rápido amadurecimento, apesar de ter apenas 19 anos.

Como sempre, mesmo sem estar no auge físico, Kannemann foi o gigante de sempre. Neste rumo, com titulares no próximo domingo, mantida essa garra, nossa chance de realizar uma boa partida é muito grande.   

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros