Luciano Périco: até quando o Grêmio vai sofrer no Brasileirão? - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Gigante da Galera14/10/2021 | 07h00Atualizada em 14/10/2021 | 07h00

Luciano Périco: até quando o Grêmio vai sofrer no Brasileirão?

Tricolor perdeu para o Fortaleza por 1 a 0 e permaneceu na penúltima colocação da tabela

Luciano Périco: até quando o Grêmio vai sofrer no Brasileirão? KELY PEREIRA / AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Yago Pikachu (E) marcou o gol da vitória do Fortaleza por 1 a 0 sobre o Grêmio, na quarta-feira (13) Foto: KELY PEREIRA / AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO / AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

A triste rotina do Grêmio no Brasileirão voltou a se repetir no Castelão. O sofrimento parece que não tem fim. A derrota para o Fortaleza por 1 a 0, nesta quarta-feira (13), foi mais um capítulo de fracassos do Tricolor na temporada. Uma rodada a menos para buscar a salvação.

Restam, agora, 14 jogos. Serão necessárias sete vitórias. O resultado negativo na capital cearense culminou com a saída de Marcos Herrmann. Agora, o presidente Romildo Bolzan Júnior precisa encontrar um novo comandante para o departamento de futebol e ir buscar um treinador que possa sacudir o vestiário. Com urgência.

O técnico interino Thiago Gomes optou por escalar a equipe com três zagueiros e sem o centroavante. Na primeira etapa, o Tricolor até conseguiu encarar o organizado rival, comandado pelo argentino Juan Pablo Vojvoda. Mas, se não fosse Brenno, o Grêmio estaria atrás no marcador já nos primeiros 45 minutos.

Leia mais
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Grêmio na derrota para o Fortaleza
Marcos Herrmann não é mais vice-presidente de futebol do Grêmio
Thiago Gomes fala sobre confiança do elenco: "A pressão é grande, mas o grupo sabe lidar com isso" 

Jean Pyerre teve bons momentos na armação. Porém, faltou poder de conclusão para Ferreira e Alisson finalizarem as jogadas. Rotina de um ataque com fraco desempenho. Lucas Silva, que fazia bom jogo, com intensidade na marcação, por lesão, não retornou para o segundo tempo. A equipe sentiu o ritmo intenso da partida e caiu de rendimento. 

Penso que Thiago Gomes demorou muito colocar mais força ofensiva. Não tem a menor explicação a insistência com Everton Cardoso para resolver. A nova derrota afunda mais ainda o Grêmio no Z-4. No momento, não há uma luz do fim do túnel.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros