Luciano Périco: nova derrota do Grêmio vai na conta de Vagner Mancini - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Time batido26/10/2021 | 08h00Atualizada em 26/10/2021 | 08h00

Luciano Périco: nova derrota do Grêmio vai na conta de Vagner Mancini

Escolhas equivocadas do treinador custaram mais um resultado negativo no Brasileirão 

Luciano Périco: nova derrota do Grêmio vai na conta de Vagner Mancini Lucas Uebel / Grêmio, Divulgação/Grêmio, Divulgação
Treinador cometeu erros que custaram mais um revés na competição Foto: Lucas Uebel / Grêmio, Divulgação / Grêmio, Divulgação

A história da derrota do Grêmio em Goiânia, nesta segunda-feira (25), começa com as chances perdidas na etapa inicial. Com todas as suas dificuldades, a iniciativa da partida foi do Tricolor. O Atlético-GO entregou a bola para apostar no contra-ataque. A principal chance foi com Villasanti. Mas quem não faz, leva. Com falha de Vanderson, o castigo veio com o gol de Igor Cariús.

O maior erro de Vagner Mancini foi apostar em Paulo Miranda, depois da atuação ruim contra o Juventude. Sempre o carteiraço dos cascudos no Grêmio. Titularidade inexplicável. O zagueiro não tem explosão para encarar os atacantes. Na velocidade, é batido com facilidade pelos adversários. Ainda por cima, cometeu o pênalti do 2 a 0 e foi expulso. Não pode estar em campo com a camisa gremista.

O intervalo fez mal para o Tricolor. O time voltou muito pior do vestiário. Depois, as trocas de Mancini foram confusas e complicaram mais ainda o cenário. Óbvio que Borja e Ferreira tinham que entrar em ação. Não podem ficar no banco. Mas sacar Jean Pyerre - que ainda tentava articular as jogadas - e Douglas Costa, de onde pode sair algo qualificado, foi um show de equívocos.

Leia mais
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Grêmio na derrota para o Atlético-GO
Grêmio é comunicado sobre possíveis cinco convocações e cogita pedido de adiamento de jogos no Brasileirão
O número de derrotas do Grêmio no Brasileirão é gritante

Manteve em campo o pesado Diego Souza, com produção ofensiva nula, e Alisson, que se repete na falta de ímpeto para resolver as jogadas. O camisa 23 sempre tem um drible a mais, um passe para o lado. Já o experiente centroavante não tem condições físicas para armar as jogadas. Será que o treinador não sabe disso? Por fim, apostar em Luiz Fernando na reta final como solução foi a gota d’água para a sequência de erros do técnico.

Além disso, há outra coisa que o Grêmio precisa resolver. O volante Thiago Santos não joga mais do que outros jovens do elenco na posição. Entrega muito pouco na construção. Uma certeza é que somente discursos sanguíneos do vice de futebol, Dênis Abrahão, não vão resolver. Falta futebol. A nova derrota só confirma o cenário de rebaixamento eminente. Difícil acreditar na salvação do Grêmio. Pela frente, Palmeiras, Atlético-MG e Inter. Só um milagre pode tirar o clube do caminho da Série B

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros