Cacalo: os últimos suspiros de resistência do Grêmio - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão tricolor29/11/2021 | 09h00Atualizada em 29/11/2021 | 09h00

Cacalo: os últimos suspiros de resistência do Grêmio

 Claro que um milagre pode acontecer e somente ele salvará o Tricolor do rebaixamento

Cacalo: os últimos suspiros de resistência do Grêmio Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação/Grêmio/Divulgação
A derrota para o Bahia deixou o Grêmio respirando por aparelhos Foto: Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação / Grêmio/Divulgação
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

 A derrota para o Bahia deixou o Grêmio respirando por aparelhos. Não há, na minha modesta opinião, mais força suficiente para escapar do rebaixamento por si só. E faço esta afirmativa, embora matematicamente seja possível, pelo fato de que dependemos de resultados paralelos, caso venhamos a vencer as três partidas que restam. 

 Confira a classificação e os jogos do Brasileirão 

O time me parece abatido, a questão emocional aparentemente está suplantando a necessidade física e técnica para buscar ainda os resultados positivos esperados. Claro que um milagre pode acontecer e somente ele vai salvar o Grêmio do rebaixamento. 

A direção anunciou uma reunião para esta segunda feira (29), na tentativa de obter um fato novo, quase improvável, para que haja a mobilização dos atletas. Penso que, neste momento, as decisões radicais devem ficar para o próximo ano, independentemente de quem forem os dirigentes do futebol. 

Leia mais
Perto da Série B: vestiário do Grêmio tem abatimento e dificuldade para explicar mais uma derrota no Brasileirão
Sem registro de protestos de torcedores, Grêmio desembarca em Porto Alegre após derrota para o Bahia
Grêmio pode ser rebaixado matematicamente à Série B na próxima rodada; veja o cenário

É totalmente desnecessário responsabilizar este ou aquele atleta diante de tudo o que aconteceu durante o ano. Não há um culpado, mas um contexto de decisões equivocadas que se repetiram ao longo da competição. 

Quatro treinadores não deram conta do recado e não seria justo atribuir ao atual a possibilidade real de rebaixamento, tampouco aos novos dirigentes que recém assumiram, com coragem e desprendimento. A hora é de tentar o tal milagre, vencer os três jogos faltantes e dar aquela secada nos adversários.  

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros