Pedro Ernesto: "Quando o Tribunal pune apenas com multa, dá a vitória para a violência" - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Coluna do Pedro17/02/2017 | 08h00Atualizada em 17/02/2017 | 08h00

Pedro Ernesto: "Quando o Tribunal pune apenas com multa, dá a vitória para a violência"

Pedro Ernesto: "Quando o Tribunal pune apenas com multa, dá a vitória para a violência" Leonardo Acosta/
Foto: Leonardo Acosta
Pedro Ernesto Denardin
Pedro Ernesto Denardin

pedro.ernesto@diariogaucho.com.br

A decisão do TJD de ontem, apenas multando o Internacional, é muito branda se comparada aos episódios de Veranópolis. As facções, travestidas em torcidas organizadas, deveriam ter tirado do clube o mando de campo de alguns jogos.

Digo isso porque são os clubes que dão o aparelhamento destas facções. Dão ingressos, alugam ônibus para viagens, emprestam salas dos estádios para guardar o material, enfim, são coniventes às reincidências destas barbáries nas canchas. Não vá o torcedor pensar que é só com o Inter que isso ocorre. A maioria dos clubes participam deste processo que nada tem a ver com a civilidade.

Quando o Tribunal pune apenas com multa, dá a vitória para a violência. Daqui por diante, basta esperarmos o novo conflito.

Facções opostas
Nos dias atuais, as brigas existem entre torcidas do mesmo time. Onde eu disse "torcida" entenda facções criminosas, que se travestem de torcedores, para tumultuar o ambiente do futebol. O Ministério Público tem agido com muita força. Por enquanto, ele precisa dos clubes, dos tribunais, e da sociedade como um todo para reprimir esta bandalha.

Pedro Rocha
A renovação de contrato de Pedro Rocha se afasta e nos permite desconfiar que seu procurador não quer negociar com o Grêmio. A direção do Tricolor está muito preocupada. Fez proposta e não recebeu resposta. Esta não é uma boa atitude do procurador e de seu jogador.

Leia outras colunas do Pedro Ernesto Denardin

*Diário Gaúcho


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros