Zé Victor Castiel: "O massacre da humildade" - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Colorada06/03/2017 | 08h00Atualizada em 06/03/2017 | 08h00

Zé Victor Castiel: "O massacre da humildade"

Zé Victor Castiel: "O massacre da humildade" Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS
Zé Victor Castiel
Zé Victor Castiel

castiel.ze@gmail.com

A torcida do Inter está muito mais feliz pela atuação do time do que pelo resultado do Gre-Nal. Na verdade, foi um excelente teste para o time de Antônio Carlos Zago. Tivemos um bom jogo de futebol, onde se defrontaram, de um lado, um time praticamente pronto e entrosado e, de outro, o Internacional buscando sua formação ideal para enfrentar seu grande objetivo, que é a volta para a Série A.

Foi um jogo onde o Colorado deparou com todos os tipos de adversidade. Não só enfrentava o campeão da Copa do Brasil, como sua imensa torcida, que praticamente lotava a Arena. Além disso, o Gre-Nal, que sempre achei ser um jogo imprevisível, durante a semana que o antecedeu foi decantado como sendo uma partida em que o Grêmio, campeão da Copa do Brasil, seria infinitamente superior. Só não consideraram dois fatos: a presença de uma torcida espetacular, que apesar do pouco espaço foi ruidosa e alegre, e a presença sempre decisiva de D'Alessandro.

O Internacional não fez um bom primeiro tempo. Parecia um pouco perdido em campo, e seu adversário, aproveitando de um contra-ataque, acabou marcando seu gol. No segundo tempo, no entanto, com as mexidas do técnico, o Colorado foi muito bem. Comandado por D'Ale, o time conscientizou-se de que deveria se indignar e fez uma excelente partida. Virou o jogo através de dois gols de belíssima construção e só cedeu o empate por questões fortuitas.

Os destaques
A destacar, as atuações de Nico López, D'Alessandro, Rodrigo Dourado, Roberson e Brenner, embora todos que estiveram em campo acabaram por dar sua contribuição. Foi um excelente teste para o novo time do Inter, que acabou subindo mais um degrau rumo a composição ideal de um bom time de futebol.

Foi o massacre da humildade e a indignação contra soberba.

Leia outras colunas da Paixão Colorada

*Diário Gaúcho

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros