Inter empata com o Oeste e obtém acesso sem brilho à Série A - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Subiu14/11/2017 | 22h50Atualizada em 14/11/2017 | 22h51

Inter empata com o Oeste e obtém acesso sem brilho à Série A

Colorado ficou no 0 a 0 na Arena Barueri, o suficiente para atingir a principal missão no ano

Inter empata com o Oeste e obtém acesso sem brilho à Série A Ricardo Duarte/SC Internacional/Divulgação
Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional/Divulgação

De Duque de Caxias a Barueri foram 338 dias de punição ao Inter como time da Série B. Mas ela chegou ao fim. O fraquíssimo futebol apresentado no empate em 0 a 0 com o Oeste, na grande São Paulo, colocou o clube matematicamente de volta à Primeira Divisão. 

Ainda restam dois jogos e uma árdua disputa com o líder, América-MG, pelo título. Mas, em uma temporada de muitos tropeços e com duas demissões de técnicos, a garantia de Série A em 2018 já parece surgir como um alívio aos colorados — ainda que subir sem conseguir ser campeão, tendo um orçamento quase sete vezes maior do que os demais competidores, não seja exatamente motivo de elogios.

Leia mais
Cotação GZH: veja as notas dos jogadores do Inter com o empate com o Oeste
FOTOS: após empate com o Oeste, Inter se garante na Série A de 2018

Em um estádio com baixa presença de público e quase tanto colorados quanto torcedores do Oeste, o Inter fez um jogo de iguais contra os donos da casa. Até a metade do primeiro tempo, um jogo arrastado e modorrento, com raríssimas oportunidades de ataque de lado a lado. 

Veja a tabela da Série B

No Oeste, Wilson Matias, ex-Inter, tentava levar o seu time à frente. A equipe comandada pelo interino Odair Hellmann tentava responder com Camilo — já que D'Alessandro, suspenso, assistia ao jogo ao lado do presidente Marcelo Medeiros. 

Aos 25 minutos, William Pottker bateu em curva, à direita, no lance mais perigoso do Inter no primeiro tempo. Jogando mal, sem força ofensiva, sem conexão meio-campo-ataque, sem inspiração, o Inter estava claramente jogando pelo empate. O um pontinho que o levaria de volta à Série A. 

Para a sorte dos colorados, Danilo Fernandes estava atento e defendeu no canto esquerdo a conclusão de Willian Cordeiro. O constrangedor 0 a 0 chegou ao final com  Oeste mais perigoso do que o Inter no ataque. Os primeiros 45 minutos do Inter em Barueri foram um resumo do que a equipe fez ao longo da temporada: o mínimo necessário para sobreviver.

No segundo tempo, o Inter esboçou ir ao ataque. Mas a falta de qualidade da equipe impedia que qualquer tentativa levasse algum perigo ao gol de Rodolfo. O treinador do Oeste, Roberto Cavalo, parecia não confiar no poder de fogo do adversário e colocou o seu time mais à frente. A partir dos 20 minutos, os donos da casa passaram a ser mais atrevidos em campo.   

Os minutos finais foram de agonia para a defesa colorada. De repente, o Oeste parecia o Barcelona de 2006 pressionando nos momentos derradeiros. E o Inter permitiu que os paulistas avançassem. O Inter se apequenou como nunca para garantir o 0 a 0 decisivo em Barueri. 

A noite de 14 de novembro de 2017 ficará marcada como a do retorno do Inter à elite nacional. E será uma lembrança eterna para que as futuras gerações não repitam os erros que levaram o clube ao histórico descenso de 2016. A começar pela temporada de 2018, que desde já parece correr sérios riscos se uma grande reformulação no elenco não estiver em marcha.

Ainda não tem o app Colorado GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Inter na palma da sua mão!

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros