Marcelo Carôllo: "Testaços no aguaceiro" - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada22/01/2018 | 07h00

Marcelo Carôllo: "Testaços no aguaceiro"

Vitória sobre o Novo Hamburgo veio de cabeça e debaixo de chuva

Marcelo Carôllo: "Testaços no aguaceiro" Ricardo Duarte/Inter, Divulgação/
Foto: Ricardo Duarte/Inter, Divulgação

A chuvarada que caiu no Estado no domingo não deixou outra alternativa: o único jeito de se praticar o esporte futebol no subaquático Estádio do Vale, em Novo Hamburgo, seria pelo alto. Só assim o Colorado conseguiu chegar aos gols da tranquila vitória diante do campeão gaúcho.

No primeiro tempo, escanteio e pimba. Um testaço de Thales abriu o placar para o Inter com muito estilo. A etapa final trouxe mais um gol de zagueiro em mais um canto a nosso favor. Danilo Silva. No alto. Mais um chute de cabeça e 2 a 0 no marcador.

Nico López ainda não sabe qual será seu papel no Inter em 2018. Aproveitando a chance dada pela rotação proposta por Odair no elenco, o uruguaio – titular ontem – meteu a cabeça na bola e fechou o placar depois de maravilhosa jogada e cruzamento de Pottker. 

Sem entrosamento, por se tratar de um time reserva, e sem grandes condições de praticar bom futebol, por conta da água, o Inter conseguiu encontrar um caminho para manter o 100% na temporada até aqui. 

O filho do Sandro

Que história massa, essa do Thales. O guri que abriu os caminhos para o nosso triunfo ontem, anotando o primeiro gol como profissional do Inter, é filho de Sandro Dorival de Matos, um dos seguranças do clube.

Thales foi chamado às pressas para retornar ao Beira-Rio no ano passado. Emprestado ao CSA, o zagueiro estava disputando a Série C quando Klaus se lesionou e Guto Ferreira solicitou a sua volta a Porto Alegre. Que baita retorno, guri!

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros