Marcelo Carôllo: "O valor do estadual" - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada03/02/2018 | 07h00Atualizada em 03/02/2018 | 07h00

Marcelo Carôllo: "O valor do estadual"

O Gauchão tem problemas, mas também tem seus momentos

Marcelo Carôllo: "O valor do estadual" Tadeu Vilani/Agencia RBS
Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Na semana passada, esta coluna teve um dia dedicado a ressaltar o quanto o Gauchão nos engana. Danilos Silvas aparecem como grandes destaques, Taisons – de quem até tenho saudades, diga-se – aparecem como candidatos a Messi, e por aí vai.

É "mais fácil" mesmo para a Dupla Gre-Nal dar certo neste certame. Mesmo escalações esdrúxulas às vezes funcionam, mesmo treinadores que acabam demitidos antes da metade do ano despontam como soluções para as casamatas. Mas o Gauchão é dos estaduais mais divertidos do país e, depois de destacar o quanto ele nos engana, é meu dever ressaltá-lo. O valor deste campeonato, por muitas vezes, está na sua gente.

São raros os casos espalhados pelo país de forças do Interior com torcidas apaixonadas e presentes como os nossos Brasil, Pelotas, Caxias e Juventude, para ficar só nos mais famosos exemplos. Temos estádios ocupados, gente apaixonada e um jogo único no país.

Domingo de jogaço

Este final de semana nos reserva uma bela demonstração do charme deste torneio. Vamos a Pelotas enfrentar o Brasil no Bento Freitas.

Casa cheia, clima de jogo decisivo e uma disputa bonita entre duas equipes que estão no topo da tabela. Se não poderemos sair do jogo achando que revelamos algum novo craque mundial, pelo menos teremos uma hora e meia de bom futebol na telinha da TV.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros