Moledo ou Klaus: quem deve ser o companheiro de Cuesta na zaga do Inter? - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Dúvida04/04/2018 | 07h27

Moledo ou Klaus: quem deve ser o companheiro de Cuesta na zaga do Inter?

Os dois jogadores disputam a vaga pelo lado direito da defesa

Moledo ou Klaus: quem deve ser o companheiro de Cuesta na zaga do Inter? Montagem sobre fotos / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Montagem sobre fotos / Agência RBS / Agência RBS

Há um novo debate estabelecido no Inter: quem deve formar a zaga colorada? Enquanto Victor Cuesta parece ser uma convicção da defesa pelo lado esquerdo, há dúvida no lado direito, entre Klaus e Rodrigo Moledo. Os dois disputam a preferência do técnico Odair Hellmann.

E da torcida. Nos programas Esportes ao Meio-Dia e Sala de Redação, a Rádio Gaúcha exibiu uma enquete sobre qual dos dois deve ser escolhido. Ganhou Klaus, com 54% dos votos — o que dá margem para a interpretação de que nenhum deles exibe maior apreço pelos torcedores. 

Com o técnico, a vantagem é de Moledo. O zagueiro treinou mais uma vez entre os titulares na atividade de ontem e está cotado para ser o titular do jogo-treino de quinta-feira contra o São José, no Estádio Beira-Rio. Deve ganhar sequência, a maior desde que retornou ao clube, depois da passagem pelo Panathinaikos. Ao lado de Cuesta, foram três partidas: vitórias por 2 a 0 sobre Cianorte e Grêmio e derrota por 3 a 0 para o Grêmio. Nos três jogos, teve média 7 pelo site de estatísticas Sofascore.

Leia mais
Inter abre novo lote de modalidade de sócio que não paga ingresso
Odair testa ataque do Inter com Rossi na vaga de Wellington Silva
Jogo-treino desta quinta abre de forma oficial a disputa entre os goleiros do Inter

Klaus formou dupla com Cuesta em todos os oito jogos em que atuou. A equipe levou sete gols, nas cinco vitórias, um empate e duas derrotas. Klaus até marcou um gol, contra o São José. Sua média de atuações na avaliação do Sofascore também é 7. Lesionou-se no treino antes do Gre-Nal das quartas de final e não jogou mais.

Além da nota, o estilo dos jogadores também se assemelha. Enquanto Cuesta é mais técnico, tanto Moledo quanto Klaus primam mais pela força e pela simplificação. 

— Moledo e Klaus são de características similares. Procuro fazer meu trabalho e encaixar com meus companheiros. Independente de quem jogue, eu trato de ajudar a equipe, fazer minha parte. Depois, o treinador decide quem joga e quem não. Acho que futebol é dia a dia, treino a treino, jogo a jogo. Tem que treinar sempre da melhor maneira. Ninguém tem vaga assegurada. Todos temos que brigar por algum lugar. Temos que nos preparar para competir dentro do grupo e cada um fazer o melhor para ajudar o Inter — declarou Cuesta em entrevista coletiva. 

Dentro dessa similaridade, o treinador deve optar por um nome e apostar na sequência, segundo o ex-zagueiro Bolívar, bicampeão da Libertadores, da Sul-Americana e da Recopa pelo Inter. Na visão atual técnico, que saiu do União Rondonópolis após o fim do campeonato mato-grossense, o mais importante de uma dupla de zaga é o entrosamento.

— É o tempo que ajuda a criar uma naturalidade dos movimentos. Quando se tem um zagueiro técnico, o outro necessariamente precisa ser mais marcador, mais firme. De preferência, veloz. Para que consiga sair da área e ir à caça dos atacantes se necessário, ainda mais que muitos times jogam sem centroavante — avalia Bolívar, que preferiu não opinar sobre qual dos dois deveria ser o escolhido por Odair por não acompanhar o dia a dia do clube.

 Ainda não tem o app Colorado GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Inter na palma da sua mão!

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros