Neto Fagundes: "Hora do Inter acertar os ponteiros para o Brasileirão" - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada10/04/2018 | 07h00Atualizada em 10/04/2018 | 07h00

Neto Fagundes: "Hora do Inter acertar os ponteiros para o Brasileirão"

Colorado tem de entrar no ritmo para o início do campeonato

Neto Fagundes: "Hora do Inter acertar os ponteiros para o Brasileirão" André Silva / Agência RBS/Agência RBS
Foto: André Silva / Agência RBS / Agência RBS

Vai começar o Brasileirão. Acho muito bom que lembrem, desde já, que todos os jogos desde o início são decisivos. Sem aquela conversa de que estamos em formação: temos de lutar do primeiro ao último jogo com unhas e dentes para permanecermos na primeira divisão e, quem sabe, chegarmos ao título.

Leia mais
Presidente do Santos diz que aceita troca de Sasha por Zeca
Cornetas gremistas irritam ambiente do Inter
Com Rossi, Odair define Inter para enfrentar o Vitória

O torcedor quer empenho mesmo que a vitória não aconteça, afinal, muitas vezes o time perde e sai de campo aplaudido por ter lutado. No início dos anos 1970, lembro que o Inter tinha dois ponteiros que faziam a diferença. Os cruzamentos da direita eram feitos pelo Valdomiro Vaz Franco, o eterno camisa 7 do Beira-Rio. Ele fazia a alegria de qualquer centroavante. Dadá Maravilha e Flávio Bicudo não me deixam mentir. Pela esquerda, Lula, ponteiro driblador e rápido, que certa feita acabou com um jogo no Maracanã e o Inter ganhou do seu ex-time, o Fluminense, por dois gols.

Parece simples falar em como se deve jogar um Brasileirão, mas como dizia Seu Ari, lá no Alegrete, antes da gente enfrentar um timaço de Santa Maria: "É só a gente não levar gol, a defesa não vazar na bola aérea, o meio campo criar e os ponteiros cruzarem na cabeça do centroavante. Aí é gol." Um amigo meu levantou o dedo e lembrou daquela antiga história do Garrincha: "Avisaram o adversário que vamos fazer tudo isso?".

A corrida começou

Uma coisa é certa, a corrida começou e está na hora de decidir a melhor escalação. Se formos trazer alguém agora, precisa estar pronto para jogar. Não temos mais tempo: o Brasileirão vai começar.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros