Lelê Bortholacci: "Inter pode trazer um ou até três pontos do Mineirão" - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão Colorada28/08/2018 | 07h00Atualizada em 28/08/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "Inter pode trazer um ou até três pontos do Mineirão"

Próximas três partidas, contra Cruzeiro, Flamengo e Grêmio, serão definitivas para o futuro do time de Odair Hellmann

Lelê Bortholacci: "Inter pode trazer um ou até três pontos do Mineirão" André Ávila/Agencia RBS
No primeiro turno, jogo entre Inter e Cruzeiro, no Beira-Rio, terminou empatado em 0 a 0 Foto: André Ávila / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Os próximos três jogos serão de extrema importância para sabermos o que o Inter do técnico Odair Hellmann vai almejar nesta reta final de Brasileirão. A sequência que a tabela nos apresenta, com partidas contra Cruzeiro, Flamengo e Grêmio, em um espaço de apenas oito dias, será definitiva. 

Leia mais
Leandro Damião voltará aos treinos nesta semana e poderá reforçar Inter contra Cruzeiro
Em nota, Guerrero projeta próximos passos para tentar reverter suspensão
O que houve por trás da confusão de camisas no jogo entre Inter e Palmeiras

Façamos um comparativo com o primeiro turno, agregando o jogo contra o Palmeiras: foram quatro partidas e apenas dois pontos conquistados. Neste segundo turno, já temos o ponto ganho contra o mesmo Palmeiras no domingo passado e nove ainda em disputa. 

Lembrando que o único jogo fora de casa é contra o Cruzeiro, que está focado nas copas — do Brasil e Libertadores — e está apenas na sétima colocação do Brasileirão. Com a semana inteira pra descansar e foco em apenas um campeonato, o Inter pode trazer um ou (quem sabe) três pontos do Mineirão e seguir na real disputa do título.

Errei

Confesso que me deixei levar pela empolgação. Na semana passada, ao elogiar a camisa cinza lançada pela Nike, não me dei conta que a estreia dela seria num Beira-Rio lotado, em um jogo de extrema importância. Já dentro do estádio, meu sentimento foi de confusão. E não fui só eu que senti isso. Repito: eu já sabia que a camisa cinza seria usada nessa partida e não achei isso errado em momento algum. Mas, na hora, me arrependi. Errei. Erramos.

A camisa continua linda e deve ser usada, principalmente, em partidas fora de casa. Mas fica a lição: Inter, no Beira-Rio, só de vermelho ou, em casos bem específicos, de branco. Ok?

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros