Lelê Bortholacci: "Estamos muito vivos na disputa pelo título do Brasileirão" - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada25/09/2018 | 07h00Atualizada em 25/09/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "Estamos muito vivos na disputa pelo título do Brasileirão"

Inter jogou fora de casa nas últimas duas rodadas, mas disputará no Beira-Rio três das próximas quatro partidas

Lelê Bortholacci: "Estamos muito vivos na disputa pelo título do Brasileirão" Ricardo Duarte / Sport Club Internacional/Sport Club Internacional
Dentro do Beira-Rio, aumenta a força colorada Foto: Ricardo Duarte / Sport Club Internacional / Sport Club Internacional
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

O empate contra o Corinthians nem tinha sido digerido ainda quando o Palmeiras venceu o Sport na noite de domingo (23), chegando aos mesmos 50 pontos que nós, mas nos ultrapassando nos critérios de desempate. Ao mesmo tempo que nosso aproveitamento despencou nos últimos dois jogos, o do time de Felipão bateu no topo. É do jogo. 

Leia mais
Os sete jogos que podem definir o futuro do Inter no Campeonato Brasileiro
Comissão do Inter que investiga gestão Piffero entrega relatório ao Conselho
CBF põe na Série B auxiliar que errou no gol do Inter contra o Corinthians

Campeonato Brasileiro é o mais difícil do mundo e estamos muito vivos na disputa pelo título. Temos que saber lidar com esses altos e baixos. Nós, que saímos para dois jogos fora nas últimas duas rodadas, disputaremos no Beira-Rio três das próximas quatro partidas. 

Considerando nosso histórico nesse mesmo campeonato, dá pra ser otimista. A derrota para a Chape e o empate contra o Corinthians fazem parte do passado. Restam 12 rodadas e teremos sete jogos no Beira-Rio. Tenho certeza de que, com a nossa torcida pegando junto com o time, podemos conquistar o título. 

É um jogo de cada vez. O primeiro é domingo (30), contra o Vitória. Aquele mesmo que tinha jogador mal inscrito no Brasileirão de 2016, mas que a CBF "não viu". O check-in para sócios já está aberto

Diferencial

Chegou a hora de D'Alessandro. O gringo tem entrado com frequência no segundo tempo e melhorado consideravelmente a capacidade de criação da nossa equipe. 

Com a ausência de Patrick, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e a necessidade de vencer o Vitória, temos que ir pra cima desde o início. A genialidade de D'Ale pode ser o diferencial já nesta primeira batalha da reta final do Brasileirão.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros