Lelê Bortholacci: "É hora do Inter virar a página e seguir na briga" - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada13/10/2018 | 07h00Atualizada em 13/10/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "É hora do Inter virar a página e seguir na briga"

Todos os esforços devem estar concentrados em vencer o São Paulo neste domingo

Lelê Bortholacci: "É hora do Inter virar a página e seguir na briga" Ricardo Duarte/Internacional/Ricardo Duarte/Internacional
Temos de confiar na vitória do nosso time Foto: Ricardo Duarte/Internacional / Ricardo Duarte/Internacional
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Passada mais de uma semana da vexatória derrota para o Sport, é hora de virarmos a página. Os pontos perdidos na última rodada fazem parte do passado. A partir de agora são 10 jogos, seis deles em casa. O primeiro é domingo, contra um adversário direto na briga pelo título e pelas vagas na Libertadores 2019.

Leia mais
Odair fala em buscar variações táticas no Inter: "Estamos abertos a isso"
Inter x São Paulo: horário, como assistir e tudo sobre o jogo da 29ª rodada do Brasileirão
Adversários em final de Libertadores, Inter e São Paulo se enfrentam em jogo decisivo pelo título do Brasileirão

Inter e São Paulo entram em campo às 16h com o mesmo objetivo: vencer. Uma vitória garante a manutenção na disputa pelo título. Simultaneamente, Palmeiras e Grêmio se enfrentam no Pacaembu, em outro jogo válido pela ponta da tabela. Será um domingo de atenção redobrada. Quem estiver no Beira-Rio ficará atento às informações da Rádio Gaúcha. A quem assistir pela TV, fica a dica do meu colega Luciano Potter: o mosaico do Brasileirão.

O time que entra em campo, ninguém sabe. Odair Hellmann teve a semana inteira para testar diferentes formações e ainda recebeu o reforço de Leandro Damião, que não tinha volta prevista para este jogo. Com a confirmação de que está no grupo que concentrou, temos a certeza de sua presença no jogo, seja desde o início ou no decorrer da partida.

Jogar para atacar

Espero, sinceramente, que D’Alessandro saia jogando. Em casa, na frente da torcida, é inevitável que o Inter entre para atacar, e o poder de criação do gringo é fundamental. Do outro lado, um time que, mesmo que não esteja em sua melhor fase, conta com jogadores de muita técnica e um treinador que conhece boa parte dos nosso atletas.

Vai ser difícil, mas eu acredito numa tarde de alegrias. O estádio estará mais uma vez lotado e a torcida sabe da importância dessa vitória. Vamos, Inter!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros