Lelê Bortholacci: "Inter precisa superar a indignação e vencer o Atlético-MG" - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 

Paixão colorada20/11/2018 | 07h00Atualizada em 20/11/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "Inter precisa superar a indignação e vencer o Atlético-MG"

Jogo contra o Galo precisa ser de recuperação para o Colorado

Lelê Bortholacci: "Inter precisa superar a indignação e vencer o Atlético-MG" Ricardo Duarte/Inter
Depois de comparecer no Engenhão, torcida colorada vai encher o Beira-Rio Foto: Ricardo Duarte / Inter
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Ainda é difícil engolir a atuação do Inter no último domingo. Já escrevi diversas vezes aqui que não existe problema algum em perder uma partida. É do jogo. O que revolta a mim – e à grande maioria da torcida colorada – é perder aceitando a derrota. Não consigo encontrar o que justifique um time entrar em campo na vice-liderança do campeonato e não criar uma chance viva de gol em mais de 100 minutos de futebol.

Leia mais
Semana pode ser decisiva para definir futuro de Wellington Silva no Inter
"Cada um fala o que quer", diz diretor do Atlético-MG sobre declarações de técnico e vice de futebol do Inter
Inter pode garantir G-4 já na próxima rodada; veja como

Ao mesmo tempo que sabemos que este grupo foi além do que imaginávamos no início do campeonato, também temos certeza que eles podem muito mais do que apresentaram domingo. E a recuperação tem de ocorrer rápido, afinal de contas nada melhor do que dois jogos em casa, na sequência, para apagar a péssima impressão deixada domingo e carimbar o passaporte para a Copa Libertadores 2019 com uma vaga direta, ficando entre os quatro primeiros do campeonato.

Amanhã, contra o Atlético-MG, e domingo, contra os Fluminense, teremos os dois últimos encontros do ano entre o time e a torcida, no local onde ainda não perdemos no Brasileirão. É hora de superar a indignação com o que vimos domingo, lotar o estádio e jogar com o time.

Nem com VAR

Não bastando o absurdo de ter expulsado Wellington Silva no domingo, após ele ter sido agredido criminosamente por Rodrigo Pimpão, o patético árbitro Rafael Traci ainda citou em súmula a invasão de campo do indignado – com toda a razão – atleta colorado. É o tipo de árbitro que consegue ser ruim até depois que o jogo acaba. Esse aí nem o VAR resolve.

Assine GaúchaZH e fique por dentro de tudo o que acontece com a dupla Gre-Nal. Acesso ilimitado ao site!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros