Guerrinha: "Neílton está longe de ser um nome forte pra o Inter" - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Guerra total26/12/2018 | 12h07Atualizada em 26/12/2018 | 12h23

Guerrinha: "Neílton está longe de ser um nome forte pra o Inter"

Colorado traz um salário que não é mixaria, uma peça que está longe de acabar com carência e que vai passar a maior parte do tempo na casamata

Guerrinha: "Neílton está longe de ser um nome forte pra o Inter" Maurícia da Matta / Divulgação Vitória/Divulgação Vitória
Atacante acabou o ano na reserva no Vitória Foto: Maurícia da Matta / Divulgação Vitória / Divulgação Vitória

É pouco para quem quer muito. Com carência na lateral direita e na primeira e na segunda funções do meio-campo, o Inter está perto de anunciar o baixinho Neílton, que está longe de ser um nome forte e de ter bola para assustar Nico López ou Pottker

Se não acontecer um milagre com o jogador que acabou o ano na reserva do Vitória, o Colorado traz um salário que não é mixaria, uma peça que está longe de acabar com carência e que vai passar a maior parte do tempo na casamata.

DEVAGAR - Não é só aqui. Com a maioria sem grana na conta, os negócios estão devagar em todos os clubes brasileiros, exceto no Palmeiras. A verdade é uma só: ninguém quer passar de bobo, e a coisa acaba emperrando.

FARTURA - Alguém vai sair. Nesta seca de atacantes de área, o Cruzeiro está sobrando na turma, com Barcos, Fred, Sassá e Raniel, todos com características do último toque, de decidir num único lance. Certamente, a Raposa vai dar a chance de, pelo menos um deles, mostrar serviço em outro emprego.

PERGUNTINHA - Quem vai ser o lateral-direito do Inter?

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros