Lelê Bortholacci: "Uma das melhores notícias do ano foi o primeiro treino com bola de Guerrero" - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 

Paixão colorada07/02/2019 | 07h00Atualizada em 07/02/2019 | 07h00

Lelê Bortholacci: "Uma das melhores notícias do ano foi o primeiro treino com bola de Guerrero"

Peruano mostrou que não esqueceu o caminho do gol, marcando na atividade

Lelê Bortholacci: "Uma das melhores notícias do ano foi o primeiro treino com bola de Guerrero" André Ávila/Agencia RBS
Insisto na minha teoria de que centroavantes podem jogar em alto nível até bem depois dos 35 anos Foto: André Ávila / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Uma das melhores notícias do ano, até agora, foi o primeiro treino com bola de Paolo Guerrero. O peruano já chegou fazendo gol na atividade de quarta-feira (6), mostrando que não se esqueceu do caminho do gol. Insisto na minha teoria de que centroavantes podem jogar em alto nível até bem depois dos 35 anos. Quem viu a estreia do Atlético-MG na Libertadores, na terça-feira (5), quando Ricardo Oliveira marcou dois gols, entende o que estou dizendo.

Leia mais
Em 2019, atacantes do Inter marcaram cinco vezes menos em comparação ao mesmo período de 2018
"Já estamos melhorando física e tecnicamente e vamos crescer mais", garante Cuesta
FGF anuncia mudança de data do primeiro Gre-Nal de 2019

Ainda sobre atacantes, o colega Eduardo Gabardo foi atrás da informação do porquê Jonatan Alvez não recebeu nenhuma oportunidade em 2019. Ele descobriu que o uruguaio está fora dos planos. Inclusive, a contratação de Tréllez foi feita com o intuito de substituí-lo. 

Confesso que eu tinha esperança de que o atleta poderia dar algum retorno neste ano, pois participaria da pré-temporada e estaria em igualdade de condições técnicas e físicas com o restante do grupo — lembrando que, no ano passado, ele chegou em meio à temporada. Sinceramente, acho bem difícil que Tréllez possa dar mais alegrias ao torcedor do que Jonatan Alvez. Tomara que eu esteja errado.

A sequência e os testes

Ainda não sabemos o time que vai a campo no domingo (10), contra o Juventude. Mesmo que Odair Hellmann siga fazendo testes, é importante ressaltar que esse será o primeiro dos quatro jogos que temos até a estreia na Libertadores. Dar sequência à equipe é essencial. Testar alternativas também. Por isso, aposto que começaremos com o time considerado ideal, com Pedro Lucas no ataque e outras oportunidades a jovens no segundo tempo.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros