Lelê Bortholacci: como o Inter se comportará sem Guerrero antes da Copa América? - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Colorada01/06/2019 | 07h00Atualizada em 01/06/2019 | 07h00

Lelê Bortholacci: como o Inter se comportará sem Guerrero antes da Copa América?

Centroavante desfalcará equipe de Odair Hellmann nos jogos contra Vasco e Bahia

Lelê Bortholacci: como o Inter se comportará sem Guerrero antes da Copa América? Ricardo Duarte / Inter, Divulgação/Inter, Divulgação
Centroavante colorado será ausência em duas partidas do Brasileirão Foto: Ricardo Duarte / Inter, Divulgação / Inter, Divulgação
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Que Paolo Guerrero deu ao time do Inter um grande salto de qualidade, ninguém discorda. Mas a questão é a seguinte: como se comportará o time sem ele? Creio que o técnico Odair Hellmann já tenha planejado tudo para os dois jogos que o peruano estará ausente, nesta reta final de Brasileirão, antes da parada da Copa América — diante de Vasco e Bahia. 

Leia mais
Recuperado de lesão muscular, Patrick volta ao grupo de jogadores do Inter
Números mostram que Inter deixou de ser tão reativo e passou a propor o jogo
Inter deve contar com Uendel e D'Alessandro como titulares para encarar o Avaí

Mas não tem como o torcedor ficar indiferente à ausência do atual goleador do time — Guerrero fez oito gols na temporada. Os dois centroavantes "de ofício" testados em 2019 — Tréllez e Pedro Lucas — não deram retorno e deixaram de ser opções imediatas. 

Por isso, a alternativa mais lógica me parece a entrada de Rafael Sobis, mudando a formatação do ataque, mas aumentando o poder dos arremates de maior distância.

Com Guerrero

Neste domingo, tem Inter no Beira-Rio, com Guerrero em campo, contra o Avaí. Será um jogo bem parecido com o de duas semana atrás, diante do CSA — onde o time de Odair Hellmann era franco favorito. O adversário está em situação bem complicada na tabela, e tenho certeza que sairá feliz da vida daqui de Porto Alegre se levar um ponto para casa. 

O horário é o pior possível para um jogo no final de semana — ainda mais aqui no nosso "outono com cara de inverno" —, mas lembre-se que, depois dessa partida diante do Avaí, jogo do Inter aos domingos no Beira-Rio só na segunda quinzena de julho. Ou seja, daqui a quase dois meses. 

Ainda não tem o app Colorado GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Inter na palma da sua mão!  

 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros