Lelê Bortholacci: em busca do que falta ao Inter - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Colorada07/06/2019 | 08h00Atualizada em 07/06/2019 | 08h00

Lelê Bortholacci: em busca do que falta ao Inter

Uma das poucas coisas que ainda faltam ao time é uma vitória fora de casa pelo Brasileirão

Lelê Bortholacci: em busca do que falta ao Inter Fernando Gomes/Agencia RBS
Nico Lopez vive seca de gols, mas pode ajudar o Inter a vencer fora de casa pelo Brasileirão Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Num primeiro semestre extremamente positivo, uma das poucas coisas que ainda faltam para o Inter é uma vitória fora de casa pelo Brasileirão. Elas já aconteceram nos outros três campeonatos que disputamos. Portanto, não é algo inédito. Ela vai acontecer. E, quem sabe, hoje à noite. 

Leia mais
Vasco x Inter: horário, como assistir e tudo sobre o jogo da oitava rodada do Brasileirão
Sem D'Ale e com novidade no banco, Inter chega ao Rio de Janeiro para enfrentar o Vasco

A ausência de D'Alessandro — que nem viajou para o Rio — me faz acreditar que o time entrará em campo quase igual ao que enfrentou o Santos na Vila Belmiro, com Guilherme Parede no lugar do gringo. E, se for assim, acerta Odair Hellmann, pois aquela atuação foi muito boa. Fora de casa, a vitória só não veio por detalhe. 

De diferente daquele time, teremos Uendel no lugar de Iago e Sobis na vaga de Guerrero. Perdemos a figura do centroavante goleador, mas ganhamos o chute de média e longa distância. Se jogarmos a mesma bola que jogamos na Vila Belmiro e acertarmos a pontaria, sairemos de São Januário com os três pontos.

Nada, nunca, vai nos separar!

Todo dia é dia de lembrar o meu maior ídolo da história colorada. Foi ele quem liderou a grande guinada para o lugar mais alto do mundo. Um cara que sempre se mostrou exemplar dentro do campo, com sua dedicação e liderança, e também fora dele, por seu caráter e postura. 

Foi ele quem levantou a taça mais importante que um clube de futebol pode levantar. E seu legado vitorioso é um dos maiores tesouros existentes nesses mais de 110 de história colorada. Estejas onde estiver, ANJO Fernandão, nós estaremos te venerando e admirando. Nada, nunca, vai nos separar!

Ainda não tem o app Colorado GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Inter na palma da sua mão! 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros