Lelê Bortholacci: a escalação de Patrick é daquelas que o torcedor não entende - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Colorada16/07/2019 | 08h00Atualizada em 16/07/2019 | 08h00

Lelê Bortholacci: a escalação de Patrick é daquelas que o torcedor não entende

Substituto de D'Alessandro na partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil, volante deve ganhar a vaga de Nonato no jogo de volta

Lelê Bortholacci: a escalação de Patrick é daquelas que o torcedor não entende Ricardo Duarte/Inter,Divulgação
Patrick deve ser titular novamente no confronto de volta Foto: Ricardo Duarte / Inter,Divulgação
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Quando grande maioria da torcida discorda de alguma escolha do treinador do nosso time, geralmente algo não está bem explicado. O caso da vez é o do garoto Nonato, que, antes da parada para a Copa América, jogou muita bola nas oportunidades que teve, conquistou uma vaga no time titular e parecia consolidado como a grande revelação do primeiro semestre do Inter. Mas, surpreendentemente, ele foi escalado no time reserva que atuou no ultimo domingo (14), e a consequência lógica disso é que ele não sai jogando contra o Palmeiras na quarta-feira.

Leia mais
Inter renova contrato de Rodrigo Moledo até 2022
Odair encaminha Inter com D'Alessandro e Patrick para enfrentar o Palmeiras
Inter espera mais de 40 mil pessoas no Beira-Rio para a partida contra o Palmeiras

Ou seja: volta Patrick. O mesmo Patrick que, no jogo de ida contra o time de Felipão, foi escalado no lugar de D'Alessandro. Como diz meu colega Luciano Potter, ninguém deve estar treinando melhor do que o Patrick. Porque só isso justifica tamanha insistência com ele.

Em um jogo, substitui a maior referência técnica do grupo. No outro, a grande revelação da temporada. São aquelas coisas que nós, torcedores, aqui de fora, não conseguimos compreender.

Não podemos esquecer que Nonato sentiu o peso do jogo da semana passada, principalmente pelas duas chegadas que Felipe Melo deu nele logo no início, numa estratégia clara de intimidação costumeiramente utilizada por este jogador. Caso você não lembre, ele fez a mesma coisa com Sarrafiore no jogo pelo Campeonato Brasileiro.

Tentando entender Odair

E, convenhamos, o jogo de amanhã tem tudo pra ser muito mais pegado e nervoso do que o primeiro. Vai ser uma guerra. Precisaremos de muita força física desde o início, e este seria o principal – ou até único – argumento de Odair para escalar Patrick entre os 11 e deixar Nonato no banco. 

Ainda não tem o app Colorado GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Inter na palma da sua mão!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros