Lelê Bortholacci: o que ainda resta para o Inter no Brasileirão - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Colorada05/11/2019 | 07h00Atualizada em 05/11/2019 | 07h00

Lelê Bortholacci: o que ainda resta para o Inter no Brasileirão

Torcedor não pode se abater e direção precisa começar a pensar na próxima temporada

Lelê Bortholacci: o que ainda resta para o Inter no Brasileirão Fernando Gomes/Agencia RBS
Derrota no Gre-Nal veio agravar o momento de instabilidade Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Fica muito difícil para nós, colorados, fazermos qualquer análise fria depois do que aconteceu domingo na Arena. Ver o Inter jogando um futebol tão pobre, a ponto de não dar um único chute a gol, ainda mais contra nosso maior rival, nos traz os piores sentimentos possíveis.

Leia mais
Lomba pede desculpas a Luciano por voadora no Gre-Nal: "Saiu do meu controle"
Colunistas opinam: Inter ainda pode sonhar com o G-4 do Brasileirão?
Caetano sobre terceiro amarelo de Nico López no Gre-Nal: "Vejo como irresponsabilidade"

Some-se a isso os relatos de indisciplina no grupo e temos encaminhado um final de ano melancólico, em que o único prêmio de consolação possível será a classificação para a Libertadores. Que, incrivelmente, é bem possível de se garantir.

A demissão de Odair Hellmann já mostrava que a direção de futebol perdeu o rumo e que os planos para o fim do ano não seriam, nem de perto, os melhores. Mas o que se viu dentro do campo no domingo foi muito pior que se imaginava. Doeu. Assustou. Envergonhou. Além da derrota e da atuação fraquíssima, ficou parecendo — pelo menos para nós, que vimos de fora — que o grupo está nervoso e bem longe de estar unido.

Só que será com estes mesmos jogadores que vamos alimentar nossas esperanças de conquistar esta vaga nas ultimas oito partidas de 2019. E exigimos um mínimo de vontade e dedicação. Se tem jogador que "não está afim", já bota a treinar em separado. Afinal, 2020 já começou.

Lomba pede desculpas

A atitude de Marcelo Lomba em dar uma entrevista coletiva, pedindo desculpas não só à torcida colorada, mas também ao jogador Luciano, só confirma mais uma vez o tamanho do seu caráter.

Mais do que arrependido, o goleiro demonstrou estar envergonhado pelo lance bisonho do clássico e que, realmente, nada tem a ver com o histórico profissional dele.

Ainda não tem o app Colorado GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Inter na palma da sua mão!


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros