Lelê Bortholacci: um Gre-Nal para esquecer - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Colorada04/11/2019 | 05h00Atualizada em 04/11/2019 | 05h00

Lelê Bortholacci: um Gre-Nal para esquecer

Com erros de Zé Ricardo, Inter perdeu por 2 a 0 para o Grêmio na Arena 

Lelê Bortholacci: um Gre-Nal para esquecer Fernando Gomes/Agencia RBS
Colorado não conseguiu impor seu jogo diante do rival Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Nem precisava de 90 minutos para saber que o Inter perderia o Gre-Nal. A opção de Zé Ricardo em deixar D'Alessandro no banco, escalando Parede, Neilton e Wellington Silva, não poderia dar em outra coisa que não uma derrota. A mesma escalação que teve sucesso contra o Bahia, em nenhum momento deu certo contra o Grêmio. Nenhum dos três citados conseguiu render algo e, por consequência, a bola em momento algum chegou em Paolo Guerrero. 

Leia mais
Grêmio se impõe na Arena e vence o Inter por 2 a 0 no clássico 422
Cotação GZH: veja as notas dos jogadores do Inter na derrota para o Grêmio
Zé Ricardo explica escalação sem D'Alessandro e comenta derrota no Gre-Nal: "As coisas não deram certo"

Mesmo assim, o Grêmio não ameaçava tanto, até Geromel surgir livre na área e cabecear abrindo o marcador. Seguindo a regra "treinador que escala mal, substitui bem", Zé Ricardo mudou no intervalo e colocou D'Alessandro. Mas logo no início do segundo tempo, Marcelo Lomba foi expulso num lance bisonho, mostrando uma desconcentração inaceitável para um jogador da sua experiência, e o que já era ruim, piorou. 

É importante ressaltar que o lance de Lomba não ocorreria se o bandeira tivesse levantado seu instrumento na hora do impedimento claro  de Luciano, mas nada justifica o que o goleiro fez. Com um a mais e com a vantagem no placar, praticamente virou jogo de um time só. E, mais uma vez, o Inter saiu derrotado da Arena. 

Mais do que isso: o Inter não deu um chute a gol, e o instável Paulo Victor não fez uma defesa sequer. Nem isso o time soube aproveitar. Um jogo pra esquecer. Até porque, por incrível que pareça, ainda estamos na zona de classificação à Libertadores.

Agora, a pergunta que todo mundo quer saber a resposta é o que faz um treinador abdicar do jogador mais qualificado do grupo em um clássico? Definitivamente, tem coisas que só os profissionais do futebol entendem.  

Ainda não tem o app Colorado GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Inter na palma da sua mão! 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros